Ministro começa a fiscalizar desempenho do TRT Sergipe

0

Ministro iniciou inspeção na manhã desta segunda-feira, 29 (Fotos: Portal Infonet)

O ministro Corregedor-Geral da Justiça do Trabalho, Ives Gandra está realizando juntamente com equipe capacitada, uma inspeção no Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região nesta segunda-feira, 29 e na terça-feira, 30. O objetivo é verificar o desempenho da Justiça do Trabalho no TRT de Sergipe, que já funciona com o processo judicial eletrônico.

“Sergipe foi escolhido para ser o primeiro Estado em que faríamos essa inspeção, por ser um Estado menor, com um tribunal de jurisdição de abrangência mais reduzida e ao mesmo tempo ser um Estado em que está totalmente dentro do processo judicial eletrônico na Justiça do Trabalho. Nós queremos ver como está se desenvolvendo esse processo”, explica o ministro Ives Gandra.

De acordo com ele, será observada nesses dois dias, a mudança de mentalidade. “Passar do processo físico dos autos em papel para o processo totalmente virtual tem causado algumas dores de cabeça aos juízes, advogados e servidores, até se acostumarem com o novo processo, que estando desenvolvido aos poucos, têm algumas funcionalidades não totalmente implantadas e essas faltas acabam fazendo com que os processos não andem tão rápidos quanto nós esperávamos”, entende.

Ives Gandra: "Sergipe pode servir como ótimo labooratório"

Ives Gandra lembrou que serão realizadas correições a cada dois anos. “E para resolver problemas tópicos nós vamos ter inspeções e aqui em Sergipe quero ver o desempenho da Justiça do Trabalho, quando está totalmente dentro de um processo judicial eletrônico, se está havendo resíduos processuais, se a mudança está dando mais celeridade, se os juízes estão se atualizando, se está havendo mais efeitos colaterais”, ressalta lembrando que em alguns estados maiores, só 20% das varas estão dentro do processo eletrônico e Sergipe pode servir como ótimo laboratório para entender o que precisa melhorar.

O Estado de Sergipe possui 25 juízes do Trabalho e oito desembargadores para dois milhões de habitantes e uma média de 20 mil processos por ano. Sobre a possibilidade de aumentar o número de juízes, o ministro Corregedor-Geral da Justiça foi enfático: “Comparativamente com outros tribunais, Sergipe está melhor do que muitos com uma população maior e número de juízes menor. Só o tempo dirá se com o aumento da demanda processual vai exigir o aumento do número de juízes”.

Por conta da inspeção, não haverá audiências públicas para atendimento da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SE), Ministério Público do Trabalho, trabalhadores e empregadores.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais