Missa relembra morte de Nego da Farmácia

0

Joaldo Barbosa morreu aos 49 anos (Foto:Divulgação)
Está marcada para às 16h desta quinta-feira, 26 na Paróquia Nossa Senhora Santana no município de Boquim, a missa que marcará os oito anos de morte do deputado estadual Joaldo Barbosa (PL). A celebração será feita pelo padre Gildeon Júnior, devendo reunir familiares e amigos de Nego da Farmácia, como era conhecido.

Nego da Farmácia estava em casa, localizada à rua Pastor Luter King, na Atalaia, quando tocaram a campanhia. Ao atender, a secretária foi informada de que tinham uma encomenda para o deputado, que ao sair, fo alvejado com seis tiros à queima-roupas por um pistoleiro que teria sido contratado pelo suplente de deputado, Antônio Francisco Sobral Garcez.

Mentor

A conclusão da polícia à época foi de que Antônio Francisco queria ocupar por definitivo, uma cadeira na Assembléia Legislativa de Sergipe. Ele teve a prisão preventiva

Antônio Francisco morreu ano passado (Fotos: Portal Infonet)
decretada no dia 29 de maio de 2003, mas somente foi preso em 21 de março de 2004, após ficar foragido por quase um ano. Por problemas de saúde, Antônio Francisco cumpria prisão domiciliar e ano passado, morreu aos 74 anos [acometido por câncer no fígado] em um hospital particular de Aracaju.

O crime que tirou a vida de Nego da Farmácia aconteceu no dia 27 de janeiro de 2003, tendo chocado toda a população sergipana, principalmente moradores da região Centro-Sul, onde o ex-deputado era um grande defensor da citricultura. Aos 49 anos, ele se preparava para assumir o quinto mandato na Assembléia Legislativa de Sergipe, tendo sido eleito pela primeira vez em 1986.

Dorgival Santos
Em março do ano passado, a polícia sergipana prendeu Dorgival Santos, acusado de ter sido o autor dos disparos. Floro Calheiros, um dos acusados de envolvimento no crime, continua foragido.

Por Aldaci de Souza

 

 

Comentários