Movimento Polícia Unida fará assembleia geral unificada em julho

0
O agendamento ocorreu na reunião da noite desta terça-feira, 09, na sede da Associação dos Oficiais Militares de Sergipe (Assomise) (Foto: Ascom/Adepol-SE)

A primeira assembleia geral unificada entre as categorias que compõem o Movimento Polícia Unida será no dia dia 1º de julho. O agendamento ocorreu na reunião da noite desta terça-feira, 09, na sede da Associação dos Oficiais Militares de Sergipe (Assomise), com a presença dos diretores das nove entidades que compõem o movimento avaliando e decidindo ações para a campanha em prol do adicional de periculosidade.

A importância do encontro da noite de ontem foi ressaltada pelo presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Sergipe (Adepol/SE), Isaque Cangussu. “Trata-se de mais um capítulo da história grandiosa que estamos escrevendo. Esta foi a primeira reunião das diretorias completas das nove entidades representativas dos Delegados, Agentes e Escrivães da Polícia Civil e Oficiais e Praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. Este é mais um marco nessa caminhada de luta em busca de um justo direito”, diz.

E o coronel Adriano Reis, presidente da Assomise, acrescenta que este momento ímpar trouxe aproximação entre as diretorias e a troca de ideias para os próximos dias da campanha. “A reunião foi muito importante, pois nos deu a oportunidade de conhecer todas as diretorias das associações e sindicatos que fazem o Movimento Polícia Unida. Pudemos ouvir de cada um, integrante das diretorias, suas sugestões para fortalecer a campanha. Iremos elaborar um calendário de ações para que o governo proceda a abertura do diálogo e negocicão da nossa periculosidade”.

O Mj Ildemário Gomes, vice-presidente da Associação dos Militares do Estado de Sergipe (Amese), também ressalta este precedente em reunir nove entidades representativas de todas as categorias das policias militar e civil para deliberar ações pelo adicional de periculosidade. “A reunião foi bastante produtiva, onde recebemos várias sugestões de nossas diretorias, agora caminharemos juntos para uma grande assembleia e que possamos dar os próximos passos em busca deste objetivo”, diz.

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol/SE), Adriano Bandeira, faz questão de lembrar da importância desta união e da participação das diretorias para a agregação dos demais colegas nos próximos dias. “É o momento de darmos um passo à frente. Esperamos que haja uma participação marcante dos colegas policiais e bombeiros sergipanos, pois a partir de então nosso movimento tomará uma outra dimensão, cujo resultado não poderá ser outro senão a conquista do objetivo coletivo”, enfatiza.

Fonte: Ascom/Adepol-SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais