MP de Contas: novo procurador-geral será definido pelo governador

0
O resultado oficial do pleito será encaminhado ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), que fará o direcionamento ao governador (Foto: TCE/SE)

Os procuradores Luis Alberto Meneses e José Sergio Monte Alegre compõem a lista que será submetida ao governador Belivaldo Chagas para escolha do procurador-geral do Ministério Público de Contas (MPC) no biênio 2020/2021.

Em eleição ocorrida nesta quarta-feira, 18, com o intuito de compor a lista tríplice para escolha do novo procurador-geral, os dois candidatos obtiveram três votos cada, visto que existe a opção de poder votar em mais de um nomes no pleito. O procurador Eduardo Santos Rolemberg Côrtes não apresentou candidatura e o atual procurador-geral, João Augusto Bandeira de Mello, já  exerce mandato de recondução,  e não poderia pleitear um novo mandato.
O resultado oficial do pleito será encaminhado ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), que fará o direcionamento ao governador. A definição deve ocorrer até o final de fevereiro, quando se encerra o mandato de Bandeira de Mello.
“Esta forma de eleição é prevista em lei e acho muito boa a forma como é conduzida aqui no MP de Contas, sempre com muita coesão e tranquilidade. Não há desavença, não há percalço e sempre conseguimos manter a harmonia, inclusive, entre os dois procuradores que  ora são candidatos. O nome que for escolhido pelo governador, que é uma prerrogativa da legislação, terá o mandato de dois anos e contará com o apoio irrestrito dos demais colegas”, afirmou o procurador-geral.
Na reta final do mandato, João Augusto Bandeira de Mello se diz satisfeito por poder entregar ao seu sucessor, no final de fevereiro, o MP de Contas unido, com serviços prestados e pronto para receber um novo chefe para o próximo biênio.
Fonte: TCE/SE
Comentários