Na média, Sergipe cumpre coeficiente mínimo de candidaturas femininas

0
Na média, Sergipe cumpre coeficiente mínimo de candidaturas femininas (Foto: Agência Brasil)

A legislação eleitoral determina que o número mínimo de mulheres inseridas em cada chapa corresponde a 30% das candidaturas. Isso quer dizer que se a coligação não respeitar esse quesito, o registro pode ser indeferido.

Em Sergipe, o número médio geral é de 157 mulheres concorrendo aos pleitos, correspondendo a 30,8%. Para comparar, no ano de 2014, foram 95 mulheres candidatas. Proporcionalmente, no entanto, o número foi maior: representou 31,4% das candidaturas.

A queda proporcional pode repercutir no deferimento de candidaturas. Ao descumprir o que está previsto na lei, as chapas podem ser indeferidas e sujeitas à adequação até 7 de setembro, o último dia para que os partidos preencham as vagas remanescentes para as eleições proporcionais, respeitando percentuais mínimo e máximo para candidaturas de cada sexo. Já o dia 17 de setembro é a última data para o pedido de substituição de candidatos para os cargos majoritários e proporcionais.

Até o momento, nenhuma chapa foi cassada ou indeferida por desrespeitar o percentual. Porém, ainda há 57,27% das candidaturas aguardando julgamento.

Candidaturas

Entre os candidatos ao Governo do Estado, apenas uma mulher, Gilvani Santos (PSTU), figura na lista. Entre os candidatos a vice-governador, os números são mais equilibrados. São quatro: Eliane Aquino (PT), Rafaella Soares (PMN), Silvia Fontes (PDT) e Simone Rocha (PSOL).

Na disputa para uma vaga no Senado Federal, somente uma concorrente do sexo feminino: Sônia Meire (PSOL).

Concorrendo a deputadas federais, são 38 mulheres com candidaturas registradas, equivalente a 31,1%; para deputadas estaduais, são 106, que corresponde a 32,3%. Para primeira suplente, são três mulheres; para segunda suplente, são quatro.

Números totais

Sergipe tem um total de 510 pessoas que lançaram candidaturas. São nove candidatos a governador, nove a vice-governador, 14 concorrentes para duas vagas de senador, 122 para deputados federais, 328 para deputados estaduais. Para primeiro e segundo suplentes, são 14 candidatos para cada vaga.

São 34 partidos na disputa. Entre eles, o que possui um número maior de candidaturas lançadas é o Rede Sustentabilidade, que possui 54 delas, correspondendo a 10,59%.

O público masculino que concorre aos cargos este ano é equivalente a quase 70% do total: são 353 homens disputando.

Nível nacional

A nível nacional, o índice de mulheres também caiu proporcionalmente, se comparados os dados da eleição de 2014. Naquele ano, havia menos mulheres que este ano, mas o percentual chegava a 31,1%, com 8.124 candidatas do sexo feminino, de um total de 26.162 candidatos. Em 2018, são 8.750 mulheres concorrendo em um universo de 28.252, o que corresponde a 31%.

Por Victor Siqueira

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais