OAB quer autonomia para conselhos sociais

0

Evento acontece na sede da OAB
O Presidente da OAB/SE, Henri Clay Andrade, defende Conselhos Sociais autônomos e a criação de Fórum Permanente de Combate à Corrupção com participação da sociedade civil. As sugestões foram defendidas por Henri Clay, durante abertura da I Semana de Debates Sociais, na última segunda-feira, 25.  O evento é promovido pela Controladoria Geral da União (CGU), com apoio da OAB/SE.

Henri Clay ministrou palestra na abertura dos trabalhos, fazendo uma abordagem sobre os direitos e garantias fundamentais do cidadão, com destaque às cláusulas pétreas contidas na Constituição Federal promulgada em 1988, e defendeu critérios mais amplos na composição dos Conselhos Sociais de forma que assegure a estes institutos autonomia financeira, administrativa e maior eficiência nas ações, que possam contribuir efetivamente com o combate à corrupção.

Henri Clay Andrade, presidente OAB/SE
Na palestra, Henri Clay também defendeu a construção de um Fórum Permanente de Combate à Corrupção, com participação de toda sociedade civil organizada e dos Conselhos Estaduais e Municipais. Henri Clay fez menção às manobras de alguns segmentos que inviabilizaram a representação da OAB de Sergipe no Conselho Estadual de Alimentação Escolar.

“Honrando a nossa história institucional, o representante indicado pela OAB/SE foi presidente do Conselho Estadual de Alimentação Escolar e, quando, em nome da OAB, começou a denunciar o superfaturamento na aquisição dos produtos que compõem a merenda escolar, a OAB de Sergipe foi abruptamente e de forma arbitrária retirada do Conselho”, ressaltou Henri Clay, referindo-se às manobras.

O evento prossegue até o domingo, dia 31, com atividades na sede da OAB/SE e é aberto aos cidadãos interessados na temática.


 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais