Para Laércio, quem maltrata animais deve ser processado

0
(Foto: Assessoria Parlamentar)

O deputado federal Laércio Oliveira (PR/SE) é membro da Frente Parlamentar em Defesa dos Animais. Na última reunião, ele afirmou que as pessoas que maltratam animais devem ser processadas criminalmente. Ele citou o caso do jegue de Graccho Cardoso, que foi denunciado no Ministério Público.

“Em menos de 20 dias, têm sido frequentes os casos de tortura animal no Estado de Sergipe. Recentemente, em um município de Sergipe, um idoso amarrou um jegue na traseira de um veículo e o arrastou por quatro quilômetros. O animal foi levado para o Hospital Veterinário em Aracaju, não resistiu e morreu”, relatou o deputado.

ONGs presentes na reunião defendem a alteração no Código Penal para que os agressores cumpram pena de reclusão para crimes contra animais. A causa do jegue de Graccho Cardoso está sendo usado como bandeira para sensibilização. Circula na Internet um abaixo assinado que já tem mais de 36 mil assinaturas de pessoas do mundo inteiro pedindo a prisão do agressor nesse caso.

“Pesquisas mostram que quase 100% das pessoas que foram presas por cometer crimes contra pessoas de grupos vulneráveis, começam agredindo animais. Isso é mais uma prova de que esses agressores precisam ser presos”, afirmou na reunião da frente, Nazaré Moraes, membro de uma ONG em Sergipe que protege animais.

A Frente

A Frente Parlamentar em Defesa dos Animais, presidida pelo deputado Ricardo Izar (PSD/SP), reuniu militantes e simpatizantes da causa, com o objetivo de iniciar as discussões sobre as necessidades de políticas públicas em prol dos animais.  O evento contou também com a palestra de Silvana Andrade, fundadora e presidente da Agência de Notícias dos Direitos Animais (ANDA).

Fonte: Assessoria parlamentar

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais