Partidos negam uso de candidaturas ‘laranjas’ em Sergipe

0
Eunice Dantas é provocada por emissora de rádio e abre investigação (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O Ministério Público Federal está investigando suspeita de uso de “candidaturas laranjas”, na cota partidária destinada às mulheres, que teriam sido financiadas por siglas partidárias nas eleições de 2018 em Sergipe. Os partidos, aos quais as candidaturas suspeitas estão vinculadas, negam o patrocínio de ‘laranjas’ e as suspeitas ainda não foram confirmadas pela Justiça Eleitoral. As investigações estão em curso, conduzidas pela procuradora regional eleitoral Eunice Dantas, e todos os procedimentos estão sendo mantidos em sigilo, conforme informações da assessoria de imprensa do MPF.

Estão na mira do MPF, sete mulheres que disputaram mandato de deputada estadual nas eleições de 2018 em Sergipe: três filiadas ao PSB, três ao PSDB e uma do MDB. O Portal Infonet não conseguiu localizar as candidatas, mas ouviu lideranças dos partidos, aos quais as mulheres são filiadas e disputaram as eleições.

O ex-deputado federal Valadares Filho, presidente do Diretório Estadual do PSB, que disputou o Governo do Estado, nega o envolvimento do partido para patrocinar candidaturas ‘laranjas’ e considerou as três filiadas guerreiras, dispostas e empenhadas em obter bons resultados nas urnas. O que não ocorreu. “Fizeram a campanha dentro da legalidade”, garante. O presidente do PSB informou que a assessoria jurídica do partido está acompanhando a questão.

O presidente da Executiva Estadual do MDB, João Augusto Gama, disse que desconhecia a única candidata do partido que está na mira da Justiça Eleitoral. E assegurou que o partido não idealizou nem incentivou qualquer candidatura ‘laranja’. O presidente assegurou que o partido não exerce qualquer influência neste aspecto e que a prestação de contas dos recursos destinados às candidaturas é feita exclusivamente pelo candidato à Justiça Eleitoral. “O partido não tem nada com isso, não administra a conta dos candidatos. O partido não pode ter esse controle, quem tem esse controle é a Justiça Eleitoral e está tudo na Justiça Eleitoral”, declarou.

O Portal Infonet tentou ouvir lideranças do PSDB em Sergipe, mas não obteve êxito, apesar de ligar para os principais líderes da sigla no Estado. O Portal Infonet permanece à disposição. Informações podem ser enviadas por e-mail jornalismo@infonet.com.br ou por telefone (79) 2106 – 8000.

Investimentos e votos

O volume de recursos investidos e o resultado das eleições, com o baixo número de votos alcançados pelas candidatas, chamaram a atenção e uma emissora de rádio provocou a Procuradoria Regional Eleitoral. Com esta manifestação da emissora de rádio, foi instaurado um procedimento de investigação e as candidatas suspeitas prestaram depoimento na semana passada.

O volume de recursos que elas receberam, maioria por doações dos respectivos partidos, variam entre R$ 77 mil a mais de R$ 400 mil e as candidatas obtiveram entre 120 votos a menos de 300 votos.

Conheça as candidatas que já prestaram depoimento, o volume de recursos que receberam e a quantidade de votos:

Marleide Cristina (MDB)

Recursos totais: R$ 484.924,34

96,7% [R$ 468.922,23] – classificados como doação de partido

2,39% [R$ 11.600,00] – doações de pessoas físicas

0,91% [4.402,11] – doação de candidatos

Total de votos: 186 votos

Suzana Walois (PSDB)

Recursos totais: R$ 188.304,14

95,86% [180.516,44] classificados como doação de partidos

2,32% [R$ 4.370,00] – doações de pessoas físicas

1,81% [R$ 3.400,00] – doação de candidatos

0,01% [R$ 17,70] – recursos próprios

Total de votos: 656 votos

Alessandra Maia

Recursos totais: R$ 183.662,44

98,29% [R$ 180.516,44] – classificados como doação de partidos

1,06% [R$ 1.946,00] – doações de candidatos

0,65% [R$ 1.200,00] – Recursos próprios

Total de votos: 273 votos

Vanessa Silva (PSDB)

Recursos totais: R$ 123.236,44

97,79% [R$ 120.516,44] classificados como doação de partidos

1,79% [R$ 2.200,00] – doações de candidatos

0,42% [R$ 520,00] – recursos próprios

Total de votos: 225 votos

Djane Galega (PSB)

Recursos totais: R$ 103.279,41

96,98% [R$ 100.159,41] – classificados como doação de partidos

3,8% [R$ 3.120,00] – doações de pessoas físicas

Total de votos: 159 votos

Nina Gomes (PSB)

Recursos totais: R$ 79.832,20

98,75% [R$ 78.832,20] – classificados como doação de partidos

1,25% [R$ 1.000,00] – doações de pessoas físicas

Total de votos: 184 votos

Izabel do Santa Maria (PSB)

Recursos totais: R$ 77.992,03

97,82% [R$ 76.292,00] – classificados como doação de partidos

2,18% [R$ 1.700,03] – doações de pessoas físicas

Total de votos: 284 votos

por Cassia Santana

Comentários