PEC: aprovação repercute entre vereadores

0

Vereadores sergipanos discordam da aprovação da PEC

A aprovação da PEC na última terça-feira, 22, que aumentará o número de vereadores do País dos atuais cerca de 52 mil para cerca de 59 mil repercutiu na Câmara Municipal de Aracaju durante a sessão desta quarta-feira, 23.

Segundo o presidente Emanuel Nascimento a aprovação gera uma preocupação. “Estou preocupado com essa aprovação porque o número de vereadores vai aumentar, mas as receitas diminuírão. Vamos aumentar as despesas em 30% com os seis novos vereadores, mas reduzimos a receita em torno de 15%”, alerta Emanuel.

O vereador Danilo Segundo, PSB, afirmou que a aprovação é incoerente. “Essa aprovação é uma incoerência porque diminui o repasse das câmaras municipais e aumenta o número de vereadores. Vejo isso como uma forma do poder executivo enfraquecer a democracia dos municípios. Essa é a chamada PEC de subordinação dos vereadores aos prefeitos”, ressalta.

O parlamentar Matos, PDT, salientou a situação das câmaras do interior do Estado de Sergipe. “A PEC é uma forma de enfraquecer as câmaras em todo País. Essa forma vai prejudicar ainda mais os parlamentares do interior porque agora as câmaras vão ter que pedir socorro para sobreviver”, enfatizou Matos.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais