PMA reúne secretariado para cortar gastos

0

O prefeito Edvaldo Nogueira reuniu o secretariado municipal na manhã desta quarta-feira, 7, para anunciar novas metas de cortes de despesas para ajustar as contas da Prefeitura de Aracaju à queda da arrecadação. “Temos que cortar gastos para garantir que as obras e os serviços não parem”, disse o prefeito, lembrando que, apesar do ano difícil, de crise, o município não para de realizar e inaugurar obras, ampliando os bons serviços prestados ao cidadão.

A Secretaria Municipal de Finanças prevê que, neste ano, Aracaju sofrerá uma redução de R$ 35 milhões nos repasses de apenas duas fontes, o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e royalties pela exploração e produção de petróleo. “Somente com o FPM, fecharemos o ano de 2009 com R$ 25 milhões a menos do que o previsto”, disse o prefeito, observando que os municípios vivem uma situação atípica: enquanto o Brasil sai mais cedo da crise financeira mundial, os municípios ainda sofrem com os efeitos dela.

Edvaldo Nogueira, que já havia contingenciado parte do orçamento em março deste ano, ordenou que os secretários não realizassem novas despesas com custeio, viagens, diárias, eventos, veículos, telefones e comissões, dentre outras. O prefeito editará um decreto regulamentando as mudanças anunciadas com relação às finanças municipais.

Comentários