Policiais civis farão ato na Delegacia Plantonista

0

Reunião aconteceu na sede da Seplag (Foto: Victor Ribeiro/Ascom Seplag)

A greve dos policiais civis do Estado de Sergipe continua, apesar de os representantes do sindicato da categoria [Sinpol], terem sido recebidos na manhã desta sexta-feira, 21, pelo secretário do Planejamento, Orçamento e Gestão, João Augusto Gama. Ficou marcada uma reunião com o governador Jackson Barreto (PMDB) para a próxima quinta-feira, 27. A categoria fará um ato na tarde deste sábado, 22 na Delegacia Plantonista.

O presidente do Sinpol, Antônio Moraes e os membros da diretoria do sindicato estão reunidos nesta tarde, na sede do sindicato, avaliando o que foi discutido na reunião com o secretário. No Sinpol, a informação é de que os policiais civis em greve vão fazer um ato a partir das 15h deste sábado na porta da Delegacia Plantonista.

Antõnio Moraes conversa com policiais durante ato na porta do IML (Foto: Portal Infonet)

Durante o encontro na Seplag, João Augusto Gama destacou que o objetivo do Governo de Sergipe é manter um diálogo aberto com a categoria, como vem ocorrendo, em prol de soluções viáveis para a situação financeira do Estado.

“Em momento algum o Governo se esquiva de receber qualquer categoria. Tanto é que, antes mesmo da decretação de greve dos policiais civis, eu os recebi na Seplag no dia 13 de março, quando os policiais civis nos entregaram as pautas de reivindicações da categoria”, ressalta.

O secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão afirmou ainda que a reunião com os representantes do Sinpol foi proveitosa. “Nós evoluímos nas negociações, encontrando pontos de equilíbrio. Na próxima semana, teremos uma nova reunião na Seplag e, na quinta-feira, o Sinpol será recebido pelo governador Jackson Barreto”, enfatiza João Gama.

Entre as reivindicações dos policiais civis estão: a promoção automática dos agentes; incorporação de uma gratificação; reintegração de 15 agentes de polícia que foram desligados da PC; reenquadramento de 45 servidores que atuam como PC mais não recebem salário de polícia; regularização da situação funcional dos servidores da Coordenadoria Geral de Perícias (COGERP); além do pagamento de reajustes lineares atrasados.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais