Por meio de TAC, MP pede demissão de parentes da prefeita em Lagarto

0
(Foto: Arquivo/Portal Infonet)

Após instaurar notícia de fato para averiguar nomeações de parentes da prefeita Hilda Ribeiro para cargos públicos, no município de Lagarto, o Ministério Público de Sergipe recomendou a exoneração de pelo menos quatro servidoras com cargos comissionados na gestão. Conforme o órgão estadual, a contratação de familiares do gestor com recursos públicos, configura prática de improbidade administrativa.

Em Termo de Ajuste de Conduta (TAC) divulgado no início desta semana, o MPSE encaminhou o acordo para que sejam efetivadas as exonerações das servidoras Bianca Ribeiro de Jesus Fonseca, Maria Acácia Carvalho Ribeiro, Maria Augusto Ribeiro Félix Tavares e Maria Monteiro Fonseca.

Com o acordo, o MPSE não deve ajuizar ação e o processo se dá por encerrado. Nossa reportagem tentou entrar em contato com a Prefeitura de Lagarto para saber se as exonerações já foram realizadas, mas não conseguimos contato. O Portal Infonet fica à disposição por meio do telefone (79) 99642-9640 ou e-mail jornalismo@infonet.com.br.

Por Ícaro Novaes

Comentários