PPS mantém cautela ao falar sobre incorporação de membros da Rede

0
Clóvis Silveira: “Rede não é do sistema político normal” (Foto: Portal Infonet)

Internamente, a direção do Partido Popular Socialista (PPS) já vem conversando com seus filiados para tratar sobre as alterações estruturais pelas quais a sigla tende a passar a partir do próximo ano: uma incorporação em massa dos membros da Rede Sustentabilidade, que enfrentaria restrições político-partidárias após não ter atingido a cláusula de barreira.

O presidente estadual da sigla, Clóvis Silveira, manteve cautela ao falar do assunto. “Não sei avaliar, mas penso na Rede, que não é do sistema político normal. Eu sempre digo para que os filiados aceitem, porque é importante para o projeto nacional. O PPS só tem dois senadores, e Alessandro se propôs a vir antes da Rede”.

Hoje existe diálogo com os membros do partido, mas a direção do partido pensava em esperar uma definição para conversar. “Falei com quase todos. Estão todos aguardando, cautelosos para tomar alguma decisão. Poderia deixar para tratar disso em janeiro, mas essas mudanças já estão acontecendo. No entanto, o PPS em Sergipe não será desfeito, surgirá um novo partido, com nova diretoria nos estados e municípios. É um negócio meio sem graça, mas se a nacional quer, Sergipe irá participar”.

As mudanças basilares que o PPS sofrerá passam por nome, estatuto e programa. Novos nomes já estão sendo discutidos, e a tendência é que se chame ‘Movimento 23’. De acordo com Dr. Emerson, presidente estadual da Rede, esta é um nome que se afasta da concepção tradicional da palavra ‘partido’. “Há um chamamento para diversos tipos de movimentos que estão aderindo, então fica essa sugestão. No fim de janeiro haverá o congresso extraordinário do PPS, que irá mudar o nome e começar o processo de aprovação do estatuto. Aí, vamos construindo um partido que a gente acredita. Os princípios que sempre defendemos na Rede vamos levar para o novo estatuto, de renovação política e de práticas que fogem da seara de situação e oposição. Nossa concepção é pela independência, avaliando o que for bom para a população”.

O ato de migração em bloco dos membros da Rede para o PPS ainda não tem data definida, mas deve acontecer ainda este ano.

Por Victor Siqueira

Comentários