PRE ajuíza novas ações contra o PMDB e pré-candidatos por propaganda antecipada

0

Procuradoria identificou irregularidades em propaganda partidária

O deputado federal Jackson Barreto, o pré-candidato Fábio Reis e o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), partido a que ambos são filiados, irão responder a representação por propaganda eleitoral antecipada.

 

A Procuradoria Regional Eleitoral em Sergipe (PRE/SE) identificou que os políticos utilizaram o horário destinado à propaganda partidária na televisão para fazer propaganda eleitoral em favor do governador Marcelo Déda, candidato à reeleição.

 

Fábio Reis utilizou o espaço destinado ao seu partido para exaltar o governador do Estado por ter realizado obras no município de Lagarto. A procuradora eleitoral auxiliar Lívia Tinôco explica que foram feitas duas representações contra Fábio e o PMDB por conta dessa propaganda, porque ela foi exibida em dois dias diferentes.

 

Em cada uma das representações, a PRE/SE pede a condenação do pré-candidato e do partido a pagamento de multa de R$ 25 mil.

Jackson pode pagar multa de R$ 25 mil por propaganda antecipada

 

Jackson Barreto

 

O deputado federal e pré-candidato a vice-governador Jackson Barreto também responderá a duas representações por propagandas diferentes. Em uma delas, Jackson apresenta o governador Marcelo Déda como realizador de obras destacadas como importantes para Aracaju. Em outra inserção, faz um comparativo da gestão do atual governador com a de seu predecessor e pré-candidato nas eleições de 2010, depreciando a atuação de João Alves Filho.

 

Nessas duas representações, a procuradora eleitoral auxiliar pede também que o deputado federal e seu partido sejam condenados a pagamento de multa de R$ 25 mil.

 

Ascom/MPF

Comentários