Prefeito apresenta Central de Abastecimento

0

Prefeito mostra novas instalações aos convidados/Foto: Hélio Marcos
O prefeito de Nossa Senhora do Socorro, Fábio Henrique, reuniu a imprensa, autoridades, comerciantes e consumidores, na manhã desta sexta-feira, 20, para apresentar a Central de Abastecimento do município. 
O mercado, com 138 boxes, já começa a funcionar neste sábado, 21 e abrirá todos os dias.

A feira livre continuará aos domingos, na área externa. Neste carnaval, a central de abastecimento atenderá aos seguintes horários: no sábado, das 6h às 17 h. No domingo, a feira livre funcionará das 5h às 13 h. Na segunda feira será fechado ao meio dia e na terça, não abre.

“O local é organizado e estruturado, oferecendo melhor qualidade de funcionamento com higiene, para quem vende e para quem compra, influenciando na melhor qualidade do produto vendido. O importante é que o município está oferecendo essa condição ao socorrense em tão pouco tempo da atual administração”. A afirmação é do Deputado Federal Eduardo Amorim durante visita oficial à Central de Abastecimento do Conjunto João Alves.

Para a deputada Estadual Célia Franco, “o mercado no local antigo incomodava a todos os comerciantes da região, principalmente durante a lavagem, para a retirada do mal cheiro. Agora está instalado num ponto estratégico, para beneficiar as comunidades do Complexo Taiçoca”. 

O prefeito Fábio Henrique fez uma visita a todas as dependências do Centro de Abastecimento, acompanhando aos convidados. Logo após, o Secretário Municipal do Meio Ambiente, Manoel Messias, fez uma explanação detalhad. Em seguida, o prefeito usou da palavra, explicando: “lá, a feira atrapalhava o transito. O espaço era pequeno e a higiene não era boa para a comercialização de alimentos. Com a transferência para cá, nós passamos a ter o melhor mercado municipal do Estado de Sergipe. No antigo local, pretendemos construir uma central de artesanato”.

Ele anunciou que pretende instalar uma feira livre no Mutirão do João Alves, que fica mais distante, e solicitou aos seus assessores que verifiquem a possibilidade de criar um espaço no novo mercado para acomodar as vendedoras da “Sulanca”.

 

 

 

Comentários