Prefeito de Canindé pede afastamento do cargo por 180 dias

(Foto: Ascom/Canindé)

O prefeito de Canindé de São Francisco, Weldo Mariano, ficará afastado do cargo por 180 dias. O pedido de afastamento foi solicitado nesta terça-feira, 27, pelo próprio gestor e aprovado pela Câmara de Vereadores.

A Assessoria de Comunicação não deu detalhes sobre os motivos que levaram o prefeito a pedir afastamento, mas explicou que há questões de foro íntimo e que o gestor analisou a situação e entendeu que essa é a melhor solução no momento.

Com o afastamento do prefeito, quem assume o cargo a partir desta quarta-feira, 28, é o vice-prefeito, Jozelildo Almeida.

O pedido de afastamento do prefeito ocorreu no dia em que a Câmara de Vereadores analisaria um pedido para abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) visando apurar supostas irregularidades na gestão.

Afastamento 

Em fevereiro deste ano, Weldo Mariano foi afastado do cargo por uma decisão judicial que atendeu a um pedido do Ministério Público, apontando possíveis práticas irregulares que configuram atos de improbidade administrativa. O gestor voltou ao cargo em março a partir de uma nova decisão judicial, na qual o juiz alegou que não havia motivos suficientes para o afastamento do político.

Por Verlane Estácio

 

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais