Preocupado com dados, governador pede que a população fique em casa

0

Mostrando preocupação com o baixo índice de isolamento social do Estado, o governador Belivaldo Chagas utilizou seu twitter no domingo, 7, para voltar a pedir a população sergipana que fique em casa. Os dados do Observatório de Sergipe, no dia 06 de junho, revelaram que Sergipe contabilizou um isolamento social de 37,2%. “É preocupante o dado que demonstra que temos o terceiro pior isolamento social do país, 37,2%, quando o ideal é que cheguemos pelo menos a 60% para que os casos de coronavírus deixem de avançar. Precisamos reverter isso”, escreve em sua rede social.

A rede hospitalar pública de Sergipe no inicio do mês de abril contava 27 leitos de UTIs, adultos e pediátricos. Em dois meses, Sergipe aumentou de 27 para 126 leitos de UTI apenas na rede pública para pacientes graves diagnosticados com coronavírus. “Aumentamos em quase cinco vezes os leitos de UTI só na rede pública, mas a ocupação também aumenta assustadoramente. Na última segunda-feira (1), eram 55%, hoje já beira os 70%. Se continuarmos assim não haverá UTI suficiente”, comenta.

Outro dado preocupante é em relação ao número de óbitos que chegou a 217. No dia 25 de maio esse número era de 103 óbitos, um aumento mais que o dobro num período de 14 dias.

Esses números deixam as autoridades e técnicos em alerta. Segundo o governador Belivaldo Chagas, mesmo com o esforço do governo em ampliar o número de leitos, em especial de UTI, a população não está colaborando e mantendo o isolamento social. “Estamos fazendo um grande esforço para ampliar o número de leitos e intensificando as fiscalizações da PM e do Procon.  Mas, infelizmente, a população não está fazendo a sua parte”, alertou o governador.

O Estado trabalha com a previsão, até o fim do mês de junho, serem abertos 71 novos leitos SUS de UTI.

Com informações da ASN

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais