Proibição de consumo de bebidas alcoólicas em postos

0

(Foto: Acrisio Siqueira/Ascom)

O vereador Max Prejuízo (PSB) voltou a defender na Tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), na manhã desta quinta-feira, 10, o Projeto de Lei  de sua autoria que dispõe sobre a proibição de consumo de bebidas alcoólicas em postos de combustíveis e lojas de conveniência.

Um dos principais argumentos do parlamentar para a aprovação do PL é a tentativa de diminuir o número de acidentes e atropelamentos motivados pelo consumo do álcool durante a madrugada, onde, segundo ele, as lojas de conveniência dos postos de combustíveis, que funcionam como bares 24 horas, servem como ponto de esquenta nas saídas para as festas e de encontro quando as mesmas terminam.

Max pediu que os demais vereadores refletissem e citou o caso de um senhor que faleceu no último domingo, 6, vítima de atropelamento. No carro do condutor várias latas e uma garrafa de bebida alcoólica foram encontradas. “Por volta de 5h30 o homem fazia sua caminhada na Avenida Melício Machado, quando foi atingido por um carro em alta velocidade e, infelizmente veio a óbito. Ele foi buscar o bem estar, à saúde, e foi mais uma vítima do abuso do álcool. Isso tem acontecido constantemente, principalmente nos finais de semana em final de festa. Qualquer um pode contatar quantos jovens ficam bebendo até altas horas da madrugada e muitas vezes até de manhã em lojas de conveniência para em seguida pegarem seus carros e saírem dirigindo irresponsavelmente. Temos a obrigação de diminuir os riscos de acidentes”, disse Max Prejuízo.

Conforme o Projeto de Lei proposto por Max os estabelecimentos citados deverão manter em suas dependências, em local visível ao público, cartazes informando sobre a proibição do consumo de bebidas alcoólicas no local. O Projeto tramita e precisa ser aprovado nas Comissões antes de ser colocado em votação no Plenário da Câmara Municipal de Aracaju.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais