Proinveste: Oposição continua fechando o cerco na Alese

0

Deputado Augusto Bezerra (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O deputado estadual e vice-líder da oposição, Augusto Bezerra, pediu vistas no projeto encaminhado pelo governo que solicita autorização da Assembleia Legislativa para a concessão de empréstimo de R$ 727 milhões (Proinveste). A propositura foi analisadas nas comissões de Educação e Cultura, presidida pela deputada estadual Ana Lúcia, e de Obras Públicas, liderada pelo deputado estadual Jeferson Andrade. Nas duas comissões o pedido de vistas foi feito pelo mesmo parlamentar.

“Meu pedido de vistas não é por falta de informações, mas acompanho o relator Paulinho da Varzinha, é preciso que em todos os projetos (três) estejam relacionadas as obras, os projetos precisam estar amarrados. Eu não sou a favor de uma obra em Aparecida, mas sou a favor da construção da estrada que liga as BRs 101 e 235, entre Itabaiana e Itaporanga. Sou contra comprar equipamentos para um hospital (do Câncer) que não tem projeto”, explicou o vice-líder da oposição, que não vê sentido em dar um 'cheque em branco' ao governo. “Carta de intenção é só uma intenção e pode ser mudada”, assegurou,

O deputado estadual Francisco Gualberto disse que a tática da oposição é ganhar tempo, pedindo vistas, tem como meta atrasar a aprovação do Proinveste. Para ele, os opositores poderiam colocar emendas durante a votação, em Plenário, como sempre ocorreu no parlamento. Gualberto lamentou a estratégia adotada para barrar a votação do empréstimo. “O que vemos aqui é que apresento uma carta de intenções (pedida pela oposição), mas ai surge um novo empecilho: 'ah, com essa obra eu não concordo'”.

Para o deputado estadual Zé Franco, o governo estadual deveria demitir alguns secretários que estariam atrapalhando o andamento do Proinveste na Assembleia. “Os secretários estão brincando com esse projeto. Precisam justificar as obras, a sociedade precisa saber disso. Mas como está, não tem jeito”, assegurou. Os três projetos encaminhados pelo governo para o Legislativo pede a concessão de crédito no valor de R$ 727 milhões (junto ao BNDES e Caixa Econômica).

Fonte: Agência Alese

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais