ProRedes: empréstimo de U$ 100 mi é aprovado pelo BID

0
Reunião realizada em abril e que aprovou o projeto do Proredes na Comissão de Saúde da Alese  (Foto: Maria Odília/Alese)

O Programa de Fortalecimento das Redes de Inclusão Social de Atenção à Saúde (Proredes) foi aprovado sem ressalvas pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) na tarde desta quinta-feira, 10, durante sessão realizada em Washington, capital do Estados Unidos. O recurso de U$100 milhões será utilizado para o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS).

Em agosto de 2013, quando o governador Jackson Barreto encaminhou para a Assembleia Legislativa o ProRedes era o início de uma luta para aumentar os recursos destinados à saúde pública de Sergipe. Em abril deste ano, 14 deputados estaduais assinaram requerimento solicitando à Presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, deputada Angélica Guimarães, a urgente votação do Projeto de Lei. No último dia 2, finalmente o projeto teve sua aprovação final, conforme texto original, pela Assembleia Legislativa.

ProRedes

O empréstimo de U$100 milhões será destinado para melhorar a saúde da população, especialmente a mais vulnerável, por meio do fortalecimento da gestão do SUS e do SUAS e da expansão da rede física de serviços especializados de saúde de média e alta complexidade. Os recursos do Programa serão utilizados na estruturação do Centro Especializado em Reabilitação, na aquisição de equipamentos do Centro de Atenção Integral à Saúde das Mulheres; reestruturação do sistema estadual de Saúde, com reforma e ampliação dos Centros de Especialidades do SUS em Lagarto, Itabaiana, Nossa Senhora do Socorro, Propriá e do conjunto Augusto Franco, em Aracaju, e a construção do Laboratório Central do Estado, resolvendo um dos principais gargalos do sistema de saúde de Sergipe, que é a marcação de exames.

O Proredes também destina recursos para equipar melhor e ampliar os serviços oferecidos por todas as 9 maternidades do Estado, como por exemplo a Maternidade Nossa Senhora de Lourdes e Santa Isabel, as maternidades de Lagarto, Itabaiana e Capela, e os setores materno-infantil dos hospitais de Nossa Senhora do Socorro, Nossa Senhora da Glória, Propriá e Estância.

Fonte: ASN

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais