PSD e PSC serão maioria na Alese; PODE, PSB, PR e PPS ganham espaço

0
PSD e PSC terão mais deputados na Alese; PSB, PODE PR e PPS ganham espaço (Foto: Portal Infonet)

Juntos, o Partido Social Democrático (PSD) e o Partido Social Cristão (PSC) terão juntos oito parlamentares na próxima legislatura da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese). Isto representa um terço da casa, e as duas siglas estarão empatadas em maior número de deputados estaduais na Casa.

Pelo partido do atual governador Belivaldo Chagas (PSD), estão os estreantes Maísa Mitidieri e Adaílton Martins, assim como os reeleitos Goretti Reis e Jeferson Andrade. Representam o PSC, partido de oposição, Gilmar Carvalho, Ibrain Monteiro, Capitão Samuel e Dr. Vanderbal Marinho.

Fortalecido, o bloco de situação do Governo do Estado deve contar ainda com Francisco Gualberto (PT), Zezinho Guimarães (MDB), Luciano Bispo (MDB), Zezinho Sobral (Podemos), Garibalde Mendonça (MDB) e Diná Almeida (Podemos).

Partidos mantém números

Outro partido que continua com um bom número na Assembleia é o tradicional MDB, que conseguiu eleger os deputados Garibalde Mendonça, Zezinho Guimarães e Luciano Bispo, atual presidente do parlamento estadual.

A Rede manteve o deputado Georgeo Passos e terá uma nova parlamentar: Kitty Lima, que sai da Câmara de Vereadores de Aracaju para substituir Moritos Matos, que não conseguiu a reeleição e fica como suplente.

Situação semelhante é a do Partido dos Trabalhadores (PT), que manteve Gualberto e terá Iran Barbosa, que também desempenha a função de vereador em Aracaju para substituir Ana Lula, com a vida política aposentada.

Maria Mendonça, do PSDB, teve o mandato renovado pelas urnas e o partido continua apenas com uma cadeira.

Conquistando espaço

Ganharam cadeiras na Alese o PPS, com os deputados Samuel Carvalho e Dilson de Agripino; o PR, que passa de uma vaga, de Adelson Filho, para duas, com Janier Mota e Talysson de Valmir, o mais votado nestas eleições; o PSB, que além do reeleito Luciano Pimentel, terá o estreante Rodrigo Valadares; e o Podemos, que não te deputados e contará com Zezinho Sobral e Diná Almeida na próxima legislatura.

Posse

A posse dos 24 deputados estaduais acontecerá no dia 1º de fevereiro, quando deverá ocorrer também a eleição para a mesa diretora do primeiro biênio da nova legislatura. A previsão de início dos trabalhos é para o dia 17 de fevereiro, visto que a data prevista regimentalmente, 15 de fevereiro, é uma sexta-feira.

Por Victor Siqueira

Comentários