Reunião na Emdagro busca solução para reabertura do abatedouro do IFS

De acordo com o parlamentar, essa reabertura é de extrema importância para a aprendizagem dos estudantes daquela instituição de ensino técnico. (Foto: Ascom/Deputado Iran Barbosa)

O deputado estadual Iran Barbosa, do Psol, esteve, na manhã desta quarta-feira, 3, na Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), acompanhado do diretor do Instituto Federal de Sergipe (IFS) de São Cristóvão, professor Marco Arlindo, para uma reunião de trabalho com o diretor-presidente da empresa estadual, Jefferson Feitoza. Na pauta do encontro, a busca de alternativas para a reabertura do abatedouro de bovinos, ovinos e caprinos do Curso de Agroindústria do IFS, fechado desde 2017.

De acordo com o parlamentar, que tratou do tema durante a sessão da Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe (Alese), essa reabertura é de extrema importância para a aprendizagem dos estudantes daquela instituição de ensino técnico. “Aquele abatedouro tem finalidade pedagógica e não comercial. Neste sentido, o seu funcionamento é fundamental para o aprendizado dos estudantes. Então, esse diálogo com os técnicos e o diretor-presidente da Emdagro foi muito importante. Aproveito para agradecer por eles terem nos recebido”, disse.

Segundo Iran, como resultado da reunião, ficou acertado que haverá uma visita técnica do órgão estadual e tratativas entre técnicos da Emdagro e do IFS de São Cristóvão na busca de uma solução para os problemas existentes, a fim de se conseguir a retomada do funcionamento daquele abatedouro. “Evidentemente, atendendo a todos os cuidados e à legislação, compreendendo que aquele abatedouro não tem finalidade comercial, mas pedagógica, pois o tempo em que ele ficou fechado terminou gerando problemas na formação para os estudantes naquela unidade de ensino histórica e necessária para o nosso desenvolvimento”, destacou o parlamentar.

Fonte: Ascom/Deputado Iran Barbosa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais