Confira os cuidados que serão tomados nas eleições 2020

0
TRE/SE está adotando medidas para evitar a contaminação durante a votação (Foto: Arquivo Infonet)

Faltando pouco mais de dois meses para o primeiro turno das eleições 2020, o Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE/SE) já definiu medidas necessárias para minimizar os impactos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Dentre as medidas ficou determinado a não realização da biometria para o pleito deste ano. Segundo o coordenador de planejamento das eleições 2020, Marcelo Gerard, a retirada do equipamento terá como uma das finalidades agilizar o processo de votação. “Alguns protocolos de funcionamento já estão prontos e outros sendo elaborados. Nós retiramos a biometria digital porque isso evita que o eleitor coloque o dedo na máquina e ocorra a contaminação. O equipamento da biometria não pode se limpo toda hora com álcool e para agilizar o processo de votação, decidimos retirá-lo”, conta Gerard.

Outra medida adotada pelo TRE/SE, será orientar os eleitores a levar a própria caneta para o local de votação. “Vamos orientar o eleitor a levar a sua caneta higienizada porque ele terá que assinar o caderno de votação. Aquele que não levar, nós iremos estar disponibilizando canetas higienizadas na votação”, diz o coordenador.

Para os mesários e demais membros que trabalharão durante a votação, eles receberão Face Shield (protetor facial), máscara e álcool em gel. Também serão utilizados o distanciamento entre os eleitores e haverá organização no local de votação.

Por conta da pandemia, uma preocupação que está sendo analisada pela justiça eleitoral diz respeito a abstenção nas eleições deste ano. “As pessoas têm interesse em votar e sabe que a escolha do candidato não depende do outro, mas estamos vigilantes e esclarecendo que todas as medidas estão sendo tomadas com segurança e isso não é motivo do eleitor não ir votar”, esclarece Gerard.

Internet a favor das eleições

Muitos pré-candidatos dependerão da internet para conseguir o apoio dos eleitores, já que devido a pandemia, o corpo a corpo não poderá ser realizado. Pensando nisso, o TRE/SE estará monitorando a movimentação na internet.

“Desde as últimas eleições, a internet vem sendo importante nas eleições e agora ela tomou uma dimensão maior para a campanha. Isso significa que a justiça eleitoral estará atenta a propaganda na internet e vai fiscalizar as fake news e crimes como calúnia e difamação. Isso vai ser verificado porque a internet não é mais terra sem lei. Se o candidato não tomar cuidado pode ser punido. O eleitor também deve tomar todos os cuidados em não repassa informação falsa”, conta Gerard.

por Aisla Vasconcelos

Comentários