Seides apresenta planejamento estratégico a prefeitos e secretários

0

Encontro foi aberto pela secretária Eliane Aquino (Fotos: Portal Infonet)
Prefeitos e secretários municipais de Ação Social participaram durante toda a manhã desta terça-feira, 23 do seminário “O Desenvolvimento em Sergipe – Desafios e Perspectivas”, numa realização da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides). Na ocasião foi apresentado o Planejamento Estratégico para o desenvolvimento social do estado para os próximos quatro anos.

Durante o encontro, a titular da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social, Eliane Aquino solicitou aos prefeitos para atentar no que se refere a documentação referente ao repasse de verbas. “Quero reforçar

Prefeitos e secretários de Assistência Social participaram do evento
que vocês prestem atenção na documentação exigida para o repasse dos recursos financeiros, pois às vezes é barrado por conta de atrasos na documentação”, alerta a secretária.

“Precisamos ter prefeituras cada vez mais atuantes”, destacou a secretária ao lembrar a importância do encontro no sentido de avançar na execução, ampliação e criação dos programas da Seides.

O encontro foi dividido em duas partes. Na primeira, Eliane Aquino apresentou o trabalho realizado pela Seides e na segunda parte, o representante do Departamento de Economia Solidária do Banco Nacional de Desenvolvimento Social e

Tonho de Dorinha ficou satisfeito em conhecer o Plano Estratégico (Foto: Arquivo Portal Infonet)
Econômico (BNDES), Dalmo Fugita falou sobre as possibilidades oferecidas pela instituição financeira aos municípios.

O prefeito de Poço Verde, Antônio da Fonseca Dórea, conhecido como Tonho de Dorinha destacou a realização do evento. “O seminário foi muito proveitoso. Os prefeitos tiveram a oportunidade de conhecer o Plano Estratégico da Seides apresentado pela secretária Eliane Aquino. Além de ter sido um momento importante para que os prefeitos sergipanos pudessem estreitar as relações institucionais com a Secretaria da Inclusão”, entende Tonho de Dorinha.

Por Aldaci de Souza


 

Comentários