Servidores e assistidos da Apae fazem ato

0

Ato aconteceu nas proximidades do Palácio dos Despachos (Fotos: Portal Infonet)

Funcionários, diretoria, sindicalistas, pais e assistidos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), realizaram um ato em frente ao Palácio dos Despachos. Na ocasião, representantes da Força Sindical realizaram um “pare e siga” visando arrecadar recursos para minimizar a situação dos 40 trabalhadores que estão sem receber os salários há quase três meses.

De acordo com a presidente do Sindicato dos Empregados em Entidades Culturais, Recreativas, de Assistência Social, de Orientação e Formação Profissional no Estado de Sergipe (Senalba), Fátima Andrade, os trabalhadores estão reivindicando os salários atrasados.

“Já são três meses de salários atrasados e três anos sem férias, sem contar que tem funcionários que estão tendo descontos dos planos de saúde, mas estão impedidos de usar porque não está havendo o repasse”, lamenta a sindicalista.

Vários sindicatos participaram da manifestação

“São 40 funcionários nessa situação e 202 pessoas com deficiência intelectual e múltipla com a assistência comprometida. A situação está muito difícil e nós estamos aqui tentando sensibilizar as autoridades, pois estamos sobrevivendo apenas de doações, não recebemos qualquer ajuda do poder público. A nossa preocupação é para onde vão essas crianças e adolescentes, caso a instituição que funciona há 45 anos, venha a fechar as portas”, completa o diretor da Apae, Max Guimarães.

Segundo o representante da Força Sindical, Alexandre Delmondes, vários sindicatos participaram do ato.

“Estamos contando com a presença de representantes de vários sindicatos, a exemplo do Sintracon, Sintepav, Sintra e Sindicrafit [de Frei Paulo]. Todos em prol dessa responsabilidade que é de todos nós. Estamos tentando uma conversa com algum representante do Governo do Estado, visando uma solução para a Apae. Vamos realizar um Pare e Siga para pedir a colaboração dos motoristas que passam pela Av. Adélia Franco e até mesmo das pessoas que residem nas proximidades”, enfatiza Alexandre Delmondes.

Fátima Andrade, presidente do Senalba

Max Guimarães, diretor da Apae

Alexandre Delmonde: "Ato foi convocado pela Força Sindical"

Na Secretaria de Comunicação Social do Governo do Estado, a informação é de que não foi protocolado nenhum pedido de audiência com o governador em exercício, Jackson Barreto (PMDB).

Mas, o diretor Max Guimarães complementou que o pedido de audiência foi entregue em mãos à secretária do governador Jackson Barreto. “O pedido foi entregue pessoalmente à secretária do governador em exercício, mas até agora não fomos recebidos”, ressalta lembrando que estão com todas as certidões negativas em dia, o que facilita a ajuda financeira por parte do Governo do Estado.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais