Servidores protestam na porta da Câmara

0

Servidores na porta da Câmara de Vereadores
Agentes de saúde e de endemias, médicos e professores da rede municipal ficaram indignados na manhã desta terça-feira, 31.  É que estava marcada uma audiência com o secretário de Finanças, Jéferson Passos, os vereadores e lideranças da categoria na Câmara Municipal. A data foi adiada e o pessoal garante que não foi avisado, o que gerou um clima de insatisfação.  Os servidores ficaram um tempo na porta da Câmara e aproveitaram para repudiar o reajuste de quase 57% concedido aos secretários municipais.

De acordo com a presidente do Sindicato dos Professores do Município de Aracaju (Sindipema), a informação na Câmara é de que todas as categorias foram avisadas de que não haveria mais o encontro.  “Segundo eles, avisaram, mas nós não recebemos nada, tanto que nem sabemos para quando a reunião foi remarcada. O certo é que continuamos em greve, porque 1% de aumento significa apenas R$ 12 nos salários dos professores. Enquanto isso, a prefeitura concede aumento de quase 57% aos secretários. É uma vergonha”, lamenta Maria Elba.

Maria Elba: “É uma vergonha”
Para o presidente do Sindicato dos Agentes de Saúde e Endemias, João Santos, a categoria continua lutando por melhores salários e insalubridade, entre outros pontos.  “A nossa luta vem se arrastando há muito tempo. Para se ter uma ideia, os agentes recebem R$ 403 de salário líquido, muitos não recebem salário-família. Eu queria saber como vai ficar o município da qualidade de vida, sem os serviços básicos como educação, saúde e segurança. É melhor rasgar a Constituição, pois aqui não se respeitam as leis”, enfatiza.

O sindicalista também comentou o aumento salarial para os secretários municipais.  “É um desrespeito. Não existe crise para o secretariado do prefeito, somente para os trabalhadores”, protesta João Santos, lembrando que a categoria volta a se reunir em assembléia nesta quarta-feira, 1º, a partir das 17h na sede do Sindisan, à rua Marechal Deodoro.

Por Aldaci de Souza

 

Comentários