Sessão comemora Dia da Conscientização do Autismo

0
Sessão Especial comemora Dia Mundial de Conscientização do Autismo (Foto: Heribaldo Martins)

Na tarde da terça(30), a Câmara Municipal de Aracaju (CMA) realizou uma Sessão Especial em homenagem ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo, celebrado no dia 2 de abril. Entidades representativas prestigiaram o evento, cujo requerimento é de autoria do vereador Lucas Aribé (PSB). Cerca de 70 milhões de pessoas no mundo são autistas e se estima que o autismo atinja 2 milhões de brasileiros.

Para Aribé, a homenagem aos autistas reforça sua luta pela inclusão social, especialmente com o desafio da empregabilidade para a pessoa com deficiência no Brasil. “É importante o emprego apoiado. A pessoa com deficiência vai participar de uma seleção de emprego e, sendo aprovada, deve haver um profissional que aprimore a presença deste profissional na empresa”, informa o vereador.

O líder da Bancada do PSB na Câmara aproveitou a ocasião para divulgar, em primeira-mão, uma ótima notícia: “Foi publicado no Diário Oficial do dia 27 de março o Pregão 01 de 2015, a ser realizado no dia 10 de abril. Este Pregão consiste na implantação do Projeto de Acessibilidade da Câmara Municipal de Aracaju”, comemora Aribé.

Além do vereador Emmanuel Nascimento (PT), participaram do evento: Ítalo Antônio Melo da Silva, representando os autistas de Sergipe; Berenice Andrade de Melo, promotora de Justiça da 4ª Promotoria de Defesa dos Direitos do Cidadão de Aracaju; Ana Paula Argolo, presidente da Associação de Pais de Autistas de Sergipe (Apase); Patrícia Mara Medeiros, coordenadora do Centro de Abordagem à Pessoas Autistas do Estado de Sergipe (Capazes); Adenilson dos Reis, representante da Associação de Amigos do Autista em Sergipe (Amas); Gilvânia Soares Cruz, representante do Centro de Integração Raio de Sol (Ciras); Selma Modesto e Lourdes Felizardo, representantes da Fundação Municipal de Formação para o Trabalho (Fundat); Byron Silva, coordenador do Projeto Estrelas do Mar, dentre outros.

Segundo a presidente da Apase, Ana Paula Argolo, há muito que transformar quando o assunto é autismo, porque há a necessidade de informar. “Conscientização traduz ação e é a partir daí que se inicia a transformação. As pessoas autistas precisam de um diagnóstico, não como forma de rotula-las, mas sim para a correta abordagem e desenvolvimento de sua autonomia, independência e funcionalidade”, informa Argolo.

A representante da Apase destacou ainda que os autistas têm muito a contribuir com a sociedade, pois possuem habilidades raras e diferenciadas. “São pessoas que têm direito à vida digna e plena, com políticas públicas que as atendam. A Lei nº 12.764, de 27 de dezembro de 2012, a chamada Lei Berenice Piana, permitiu o reconhecimento dos autistas como pessoa com deficiência, mas não é aplicada na íntegra. O decreto que a regulamenta foi falho em alguns pontos”, pontua Ana Paula Argolo, agradecendo ao vereador Lucas Aribé pelo “apreço e compromisso na luta pelo respeito às diferenças”.

A promotora de Justiça da 4ª Promotoria de Defesa dos Direitos do Cidadão de Aracaju, Berenice Andrade de Melo, focou seu discurso na integração da pessoa com deficiência ao mercado de trabalho. “Sou parceira da pessoa com deficiência e Lucas Aribé tem acompanhado o nosso trabalho. É preciso cobrar dos gestores que as políticas públicas para a pessoa com deficiência sejam implementadas. Nosso foco, neste instante, é a capacitação para integração ao mercado de trabalho, juntamente com o Ministério Público do Trabalho. Temos que estar preparados para receber cada um no mercado de trabalho. É nossa obrigação, principalmente dos gestores”, comenta Berenice Andrade.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais