Sindicalistas fazem ato por revogação da reforma da previdência em SE

0
Servidores recebem panfletos em frente ao Ipesaúde. (Foto: Portal Infonet)

Sindicalistas ligados à Central Única dos Trabalhadores de Sergipe (CUT-SE) se manifestaram nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira, 23, em frente aos prédios do Ipesaúde e do Sergipe Previdência. O objetivo foi mobilizar servidores e familiares para um ato que ocorrerá na manhã da próxima sexta-feira, 24, em frente ao Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ-SE), quando os sindicalistas pedirão pela revogação da reforma da previdência estadual.

Presidente da CUT diz que é possível revogação da reforma. (Foto: Portal Infonet)

Os atos foram marcados por panfletagens com o chamamento para a participação do ato. Além disso, houve falas dos sindicalistas, a exemplo do presidente da CUT, Roberto Silva, que levantou a possibilidade de revogação da reforma aprovada pela Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese). “Há chance de revogação porque houve erros no processo de tramitação de reforma na Assembleia Legislativa. As assessorias jurídicas dos sindicatos estão avaliando formas de pedir a revogação e, na nossa avaliação, é possível sim pedi-la, porque isso ocorreu no Estado de São Paulo. Houve erros de tramitação lá e o judiciário mandou anular a reforma”, explica o presidente.

Roberto cita que a manifestação ocorrerá em frente ao TJ justamente para que os magistrados entendam a necessidade de analisar os pedidos que serão impetrados pelos sindicatos. “O ato será na porta do TJ e a ideia é dialogar com os desembargadores para mostrar as ilegalidades da reforma. Os advogados [dos sindicatos] também estarão lá explicando aos servidores e o objetivo é que os desembargadores também ouçam sobres as irregularidades encontradas no texto”. Complementa.

Procurada pelo Portal Infonet, a Secretaria de Estado da Comunicação (Secom) decidiu que, por enquanto, não se manifestará sobre o assunto.

por Daniel Rezende

Comentários