Sindijor defende democratização das comunicações

0

(Foto: Arquivo Portal Infonet)

O presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Sergipe (Sindijor/SE), Paulo Sousa, participou, nesta segunda-feira,5, da sessão especial em homenagem ao Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, promovida pela Câmara Municipal de Aracaju. De iniciativa da vereadora Lucimara Passos (PCdoB), a sessão destacou a importância da defesa da liberdade de imprensa no Brasil, em Sergipe e em Aracaju, para o fortalecimento da democracia e da própria sociedade.

Para o presidente do SINDIJOR, Paulo Sousa, a liberdade de imprensa passa por várias ações, entre elas, o combate à violência contra jornalistas, a democratização das comunicações e o respeito à regulamentação profissional. “Para alcançarmos a plena democracia e a liberdade de imprensa é preciso que aprovemos uma nova e democrática lei de imprensa que respeite a pluralidade, que proíba o uso de concessões públicas para grupos políticos, que se utilizam desta concessão para perseguir adversários e transformar os veículos de comunicação, principalmente o rádio e a TV, em verdadeiros palanques políticos, fugindo totalmente de sua finalidade social como veículo de comunicação. Mas é preciso também que o Congresso Nacional aprove o projeto de lei que federaliza crimes contra jornalistas, que passarão a ter a investigação feita pela Polícia Federal, com isso, tornando a investigação mais isenta possível”, explica Paulo, acrescentando que a liberdade de imprensa também passa pela aprovação da PEC dos Jornalistas na Câmara Federal, já aprovada pelo Senado da República.

“Falar em liberdade de imprensa também é falar no respeito a nossa regulamentação, com o resgate da obrigatoriedade do diploma de jornalista, mas também valorização profissional, com salários justos e condições de trabalho. Falar em liberdade de imprensa sem promover essas e outras mudanças na legislação brasileira é cair no vazio. O Sindijor, como a entidade sindical que representa os jornalistas e o Jornalismo em Sergipe, ao lado da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), estará lutando para que a liberdade de imprensa seja de fato proclamada e a sociedade fortalecida com uma imprensa livre e democrática”, conclui.

Além do representante do Sindijor, também estiveram presentes à sessão a jornalista Carolina Westrup, representante do Intervozes; Luciano Correia, superintendente da Fundação Aperipê, e os vereadores Iran Barbosa, Emmanuel Nascimento e Lucimara Passos, entre outros representantes da sociedade civil organizada.

* A matéria foi alterada às 12h01 para correção da fonte

Fonte: Ascom CUT

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais