Sinpol cobra implementação da Comissão de Segurança Pública

0

Na tarde desta segunda-feira, 16, um grupo do Sindicato dos Policiais Civis do Estado (Sinpol) esteve no plenário da Assembléia Legislativa para cobrar a implementação da Comissão de Segurança Pública, aprovada desde junho de 2007. A manifestação teve o apoio do líder de oposição da bancada, deputado Augusto Bezerra (DEM) e garantida de solução pelo presidente da casa, deputado Ulices Andrade (PDT).

De acordo com o vice-presidente do Sinpol, Antônio Moraes, a morosidade para o funcionamento da Comissão é atribuída a vontade política. “Atuando nesse tema, que é importante, a Assembléia pode dar ao Poder Executivo a solução para uma série de problemas. Seria a comissão mais atuante da Casa”, considerou.

Antônio diz que Comissão pode gerar contribuições importantes
Ainda segundo ele, todas as atribuições da Comissão já estão definidas, incluindo o número de membros: sete. “As ações seriam boas para todos e poderiam evitar, ainda, desgastes como o que ocorreu para a discussão dos salários dos Policiais Militares, ou a discussão da política de Polícia Comunitária”, ressalta Moraes.

Durante o pronunciamento de Augusto Bezerra, o presidente da Assembléia, Ulices Andrade, deu garantia de que até o dia 15 de dezembro, quando as atividades deste ano serão encerradas, haverá a votação e em 2010 a Comissão iniciará efetivamente suas atividades.

“Não há impedimento nenhum para o funcionamento. É só uma questão de conciliação, porque precisamos arrumar todas as comissões e conciliar suas funções”, explicou. Ulices ainda levantou a possibilidade de haver uma junção entre as Comissões de Segurança e Direitos Humanos.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais