Susana defende criação do cargo de intérpretes de Libras no serviço público

0

Susana Azevedo (Foto: Agência Alese)
A deputada estadual Susana Azevedo (PSC), apresentou nesta segunda-feira, 16 na Assembleia Legislativa, um projeto de lei que cria, nos quadros do serviço público estadual, o cargo de intérpretes de Libras (Língua Brasileira de Sinais), para que o Governo do Estado possa fazer concurso público para a contratação destes profissionais. Hoje, cerca de 8 mil estudantes deficientes auditivos estão prejudicados porque, desde a semana passada, que não foi renovado o contrato com 14 profissionais que prestavam serviço ao Estado.

Nesta terça-feira, 17, às 14h30, Susana participará de uma audiência no Ministério Público Estadual (MP) para discutir o assunto com a promotora de Justiça, Berenice Melo, representantes da Secretaria de Estado da Educação e intérpretes de Libras. A deputada defende que todos os parlamentares se engajem para aprovação do projeto e também na busca por uma solução, pois é necessário que todas as escolas tenham intérpretes de Libras para atender os alunos deficientes auditivos.

Susana Azevedo entende as limitações em função do período eleitoral, pois neste momento é proibida a realização de concurso público pelos Governos Estadual e Federal – mas assegura que é urgente resolver os problemas destas pessoas. “Os deficientes auditivos estão sem aula”, lamentou. Durante o pronunciamento de Susana Azevedo, a deputada Ana Lúcia Menezes, PT, solicitou um aparte para se somar ao pleito e alertou para a necessidade da Assembleia Legislativa ter, também, um intérprete de Libras para que o trabalho dos parlamentares possa chegar ao conhecimento destas pessoas.

Desde 2004 que a Libras é reconhecida como língua em Sergipe. Essa não é a primeira vez que a falta de profissionais de Libras é discutida no MP. Já havia um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assegurando que até maio de 2011 a situação estaria resolvida. O problema é que não há sinalização positiva e os 14 intérpretes não estão mais trabalhando. Susana, que foi autora da lei criando o Dia Estadual do Surdo, comemorado em 26 de setembro, e do Centro de Apoio ao Surdo (CAS), teve um encontro, na semana passada, com lideranças dos bairros da Zona Norte de Aracaju e discutiu políticas públicas voltadas para os deficientes auditivos do Estado. E agora a parlamentar busca uma solução definitiva para o problema.

Fonte: Assessoria da deputada

Comentários