Susana defende curso de Medicina em Lagarto

0

Susana: “É uma causa de todos os sergipanos” (Foto: Agência Alese)
A deputada estadual Susana Azevedo (PSC) defendeu a união de todas as forças políticas do Estado para que se empenhem para instalação do curso de Medicina no campus universitário no município de Lagarto, a 75 quilômetros de Aracaju.

“Essa Casa, o governo, a bancada federal têm que estar juntos porque essa é uma causa de todos os sergipanos”, afirmou a parlamentar, ao comentar que o texto do Governo do Estado que gerou polêmica entre a categoria médica já é assunto superado.

“Esse curso de Medicina tem que sair, pois será maravilhoso para a região, para as futuras gerações que estudarão perto de suas casas”, reforçou Susana. Para ela, o curso de Medicina vai ser importante, não só para os moradores da cidade de Lagarto, mas para toda região e municípios baianos que fazem divisa com Sergipe. “A possibilidade de não sair esse curso vai trazer um prejuízo muito grande”, completou.

Servidores prisionais

Além de defender o curso de Medicina no campus de Lagarto, a deputada Susana Azevedo também reivindicou equiparação salarial para os servidores do sistema prisional. Isso porque cada uma das categorias – agente prisional, guarda prisional e agente auxiliar – tem salários diferentes, embora desempenhem a mesma função, o que contraria a Constituição. E também consta na Súmula 378 do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que o servidor que exerce a mesma função não pode receber salário menor que o do outro.

Essa variação salarial, de acordo com membros da Associação dos Servidores do Sistema Prisional, é de 10% a 44%, com salários que variam de R$ 1.805 a R$ 1.836. Hoje cerca de 650 servidores estão prejudicados por conta dessa diferença.

Fonte: Agência Alese

Comentários