Susana diz que foi “fritada” pelo PSC – Por Ivan Valença

0

(Foto: Agência Alese)
Na gestão de Heráclito Rollbemberg como presidente do Tribunal de Contas deu-se início ao processo de aposentadoria compulsória do Conselheiro, que foi publicada no Diário Oficial – Acórdão TC 2.224/08. Desde 25 de setembro de 2008 que a cadeira dele estaria vaga. Mas, só a semana passada o assunto voltou a tona. O Governador Marcelo Deda reuniu a bancada de apoio num almoço e pediu apoio à candidatura do seu Secretário de Governo, sr. Clóvis Barbosa de Melo.

A deputada Susana Azevedo, já há algum tempo, tinha-se lançado candidata e dizia contar com o apoio do seu partido, o PSC e os votos da Oposição o que lhe daria margem para ser eleita se o seu nome chegasse ao plenário. O Governador Deda, em audiência com ela, comunicou-lhe que não podia apoiar sua candidatura porque o seu suplente é o sr. Nicodemus Falcão, do DEM, e braço direito do ex-governador João Alves. Mesmo assim, Susana se dispunha a manter a candidatura, mas pelo menos três deputados do PSC puxaram-lhe o tapete.

“Fui fritada em óleo quente”, dizia ele ontem na bancada de Imprensa. Não parecia estar ressentida, mas não gostou da atitude dos seus companheiros de partido. Uma vez obtido o consenso em torno de Clovis Barbosa de Melo, o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Ulices Andrade, emitiu o comunicado da presidência ontem e estabeleceu o calendário da sucessão de Flávio Conceição.

Por Ivan Valença

Comentários