Trabalhadores fazem marcha pelo fim da violência

0
Ato na porta da Assembleia Legislativa de Sergipe (Fotos: Portal Infonet)

Trabalhadoras de várias partes do Estado fizeram um ato na manhã desta segunda-feira, 9, na porta da Assembleia Legislativa de Sergipe. O objetivo foi chamar a atenção dos deputados e da população de um modo geral, quanto a necessidade de lutar pelo fim da violência contra a mulher e por mais creches, entre outros pontos de reivindicação.

Segundo a representante da Marcha Mundial das Mulheres, Juliana Gabriela da Silva, todos os anos, elas realizam por conta do 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, elas realizam o ato.

“A gente aproveita a data para reafirmar a luta das mulheres. Esse ano a gente tá fazendo o evento Mulheres de Marcha pelo fim da violência contra a mulher, por mais creches, por maior participação na política [com a reforma do sistema] e contra o uso de agrotóxicos. Dentro desse ato existem vários movimentos, do campo e urbano, a exemplo do MST, CUT, Sintese, Sindase, MMC, entre outros”, explica.

Mulheres de várias partes participam da marcha

Juliana Gabriela: "Vários movimentos participam do evento"

Após deixarem um manifesto para os deputados na Assembleia, as mulheres saíram em marcha, passaram na frente da Câmara Municipal de Aracaju onde aconteceu outra intervenção visnado alertar os vereadores e seguiram pelo calçadão da rua João Pessoa até a Praça General Valadão aonde o ato será finalizado.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais