Vereador diz estar sendo ameaçado por clandestinos

0

Adriano Oliveira (Foto: Arquivo Portal Infonet)

“Essa foi a terceira vez que eu fui a uma delegacia prestar queixa (noticia criminis) por ameaças que eu venho sofrendo. Eu não me intimido e vou continuar mantendo minha posição. Sou contrário a esses que fazem o transporte clandestino em Aracaju. Sou defensor de qualquer categoria de trabalhadores, desde que atuem dentro da legalidade. Vou continuar cobrando e falando da tribuna aqui da Casa. Eu tenho o direito de me pronunciar e espero que as pessoas que vêm aqui na CMA respeitem os vereadores de Aracaju”.

O desabafo é do vereador de Aracaju, Adriano Oliveira (PSDB), o “Adriano Taxista”, que procurou um distrito policial para denunciar a ameaça que teria sofrido por um dos representantes dos trabalhadores que prestam o serviço de táxi clandestino na capital. O vereador disse que se considera um “vencedor” porque antes de chegar à Câmara Municipal, sofria e lutava igual aos 2.080 taxistas de Aracaju. “Tinha que levantar o dinheiro das despesas, do carro, de casa, dar o sustento da família, a diária, a manutenção. Esses trabalhadores lutam diariamente e nós temos que defender a causa deles”.

Adriano foi ainda mais duro em seu discurso e sobrou até para o colega de parlamento, vereador Renilson Félix (DEM). “É mais fácil um boi voar, do que se conseguir mais concessões de táxis em Aracaju. O Ministério Público já entrou com essa ação para que façam a licitação dos pontos de táxis que existe. Muitos taxistas não sabem, mas talvez nem possam concorrer a essa licitação porque talvez só possa participar uma pessoa jurídica, ou seja, os trabalhadores vão ficar nas mãos dos empresários. Estão vendendo ilusões para os clandestinos. Aracaju é a segunda capital do Nordeste mais bem servida em táxis e somos a segunda também em carros novos”.

O vereador agradeceu o apoio que os taxistas de Aracaju receberam do prefeito João Alves Filho (DEM), dos 24 deputados estaduais, do senador Eduardo Amorim (PSC), dos deputados federais André Moura (PSC) e Laércio Oliveira (PR), e do governador em exercício, Jackson Barreto (PMDB). “Essa semana a Assembleia Legislativa, através da Comissão de Transporte e de uma indicação da deputada Susana Azevedo (PSC), promoveu uma ampla audiência pública para se somar a luta dos taxistas de Aracaju. Aquela Casa, assim como a CMA fechou questão em defesa dos trabalhadores. São pessoas que têm seus pontos há décadas e que subitamente podem perder graças a essa ação do MPE”.

Fonte: Assessoria Parlamentar

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais