Vereador Matos não poderá usar bandana em plenário da Câmara

0

Matos não poderá usar a bandana durante sessões
O vereador Matos não poderá entrar na Câmara utilizando sua bandana. Foi o ficou decidido na sessão desta quarta-feira, 04, durante votação que pedia a mudança no regimento interno do parlamento. Com apenas quatro votos a favor e nove contra, os vereadores definiram que Morito Matos terá que participar dos trabalhos no Plenário despido da bandana, que ele usa há mais de 14 anos, por questões religiosas.

Na sessão da última segunda-feira, 02, a maioria dos parlamentares aprovou que Matos fizesse um requerimento pedindo a alteração do regimento da Câmara. Para isso, ele teria que levar uma carta do arcebispo da capital explicando os motivos do uso do adereço. De posse do documento, o vereador estava confiante de que o resultado da votação lhe seria positivo.

Documento assinado pelo arcebispo da capital não foi suficiente
Na carta, Dom José Palmeira Lessa explicava que a bandana “era um símbolo das atividades religiosas” do vereador e que não tinha por “interesse a publicidade” de Matos, mas representava “um ato de fé e gratidão” por uma graça alcançada.

Contrária

A vereadora Rosangela Santana, contrária à mudança, ressalta que o “regimento não poderia ser alterado por questões individuais”. Além disso, como a solicitação vinha de outra instituição, no caso a Igreja Católica, a vereadora afirma que a mudança seria incorreta, pois “o poder legislativo é soberano em suas decisões e por isso, não poderia transferir esta autoridade para outra entidade”.

Com a decisão da Câmara, resta saber o que fará o vereador, que chegou a afirmar que seria capaz de renunciar ao cargo a ter que retirar a bandana. O Portal Infonet tentou contato com o vereador Matos por telefone após a votação, mas ele não atendeu.

Por Valter Lima

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais