Vereadora vai à Justiça pedir retorno do trabalho na Câmara da Barra

0

A vereadora Salete da Silva ingressou na Justiça com pedido de mandado de segurança para que os trabalhos legislativos sejam retomados na Câmara Municipal da Barra dos Coqueiros. A parlamentar alega que as sessões estão suspensas há mais de um mês e diz que não vê movimentação para que os trabalhos sejam retomados, mesmo que de forma remota.

Para a parlamentar, os vereadores poderiam discutir projetos e medidas importantes para a população do município nesse momento de pandemia. “A Câmara, com a economia das verbas, devolveu ao município em torno de R$ 1 milhão. Nós (vereadores) poderíamos ter discutido a devolução dessa verba. Ter feito indicações de uso por parte do município, mas isso não ocorreu porque não está havendo sessões. O dinheiro foi devolvido sem qualquer indicação”, afirmou Salete.

A vereadora explicou que já sugeriu a retomada dos trabalhos de forma on-line ou até presencial, sem a presença da população. “Nossa Câmara é grande. Dá para alocar todos os 11 vereadores cumprindo o distanciamento de 2 metros. Eu já fiz as sugestões, como não tive resposta, estou tentando por meio judicial”, justifica.

O presidente da Câmara Municipal da Barra dos Coqueiros, o vereador Roberto Chagas, informou que está avaliando a contratação de uma empresa para retomar as sessões de forma on-line. Ele disse ainda que vai convocar os onze vereadores na próxima segunda-feira, 11, para uma sessão – podendo definir a realização de uma sessão por semana, ou dar encaminhamento a contratação de uma empresa para realizar as sessões remotamente.

Por Ícaro Novaes

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais