Vereadores desprestigiam sessão sobre a Enfermagem

0

Flávia Brasileiro no plenário vazio da Câmara Municipal de Aracaju (Foto: Portal Infonet)

Era pra ser uma Sessão Especial sobre Enfermagem em Sergipe, com a participação de representantes dos sindicatos, com servidores e com vereadores, a partir das 15h desta segunda-feira, 6, na Câmara Municipal de Aracaju. Mas, para a surpresa dos convidados [a presidente do Sindicato dos Enfermeiros de Sergipe, Flávia Brasileiro, a presidente do Conselho Regional dos Enfermeiros, Maria Claudia Tavares e o presidente do Sindicato dos Cirurgiões dentistas, Marcos Santana] apenas os vereadores Emerson Costa (PT) e Iran Barbosa (PT) compareceram.

“Pelo menos na legislatura anterior, a gente tinha o comparecimento pró-forma. Hoje nem o pró-forma. Para a gente isso é o retrato da desvalorização da categoria, entretanto, na hora de pedir ajuda, todo mundo sabe pedir à enfermagem”, lamenta a presidente do Sindicato dos Enfermeiros, Flávia Brasileiro.

“É uma falta de respeito não só por parte dos vereadores, mas dos próprios profissionais de saúde que não vieram prestigiar um debate tão importante”, complementa o presidente do Sindicato dos Cirurgiões Dentistas, Marcos Santana.

Desvalorizados

Entre os assuntos em destaque por Flávia Brasileiro na Câmara de Vereadores de Aracaju, a condição de enfermeiros dentro do Estado de Sergipe. “A enfermagem vem perdendo o gosto de suas atividades. A falta de valorização profissional é algo que vem impactuando muito na assistência pela enfermagem e de certa forma vem desmotivando a categoria. Enquanto o Ministério da Saúde elabora projetos e programas que todos são de responsabilidade de enfermeiro, em contrapartida a gente não vê qualquer tipo de valorização”, ressalta.

Flávia Brasileiro disse ainda que existe uma cobrança nacional em relação às 30h. “É o projeto mais antigo relacionado à área de saúde que existe tramitando. Aqui no Estado, a gente vem passando por sérias dificuldades. Para se ter uma ideia, esse ano foi o percentual mais baixo de vacinação e as pessoas não estão fazendo a leitura do que está posto. A enfermagem está se mostrando indignada e a resposta que se tem é se ausentar de determinadas atividades”, enfatiza.

Importância

De acordo com Dr. Emerson Ferreira, “nos hospitais, os médicos fazem as visitas, passam orientações e zelam pela saúde dos pacientes, mas depois que vão embora, o enfermo fica sob os cuidados do grupo de enfermagem. Dá para perceber a importância desses profissionais no dia-a-dia do hospital. É a enfermeira que se relaciona com o paciente, conhece suas individualidades e as de seus familiares".

O parlamentar também destacou a importância da implantação de um plano de carreira para o SUS, com acesso por concurso público e estabelecimento de um piso salarial sob responsabilidade da união. Outro destaque foi à necessidade da instituição de uma jornada de trabalho de 30 horas.

"Embora imprescindíveis nos cuidados com a saúde e recuperação de enfermos, esses profissionais são pouco reconhecidos pela sociedade, que só se lembra deles quando estão em algum leito de hospital ou quando tem alguma pessoa da família sob seus cuidados", afirma.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais