Vice-presidente Hamilton Mourão visita Museu em São Cristóvão

0
Vice-presidente, Antônio Mourão, durante visita ao Museu Histórico de Sergipe (Foto: Heitor Xavier/ Prefeitura de São Cristóvão)

O vice-presidente da república, Antônio Hamilton Martins Mourão, chegou à capital sergipana na manhã desta sexta-feira, 4, e seguiu para a cidade de São Cristóvão. Na quarta cidade mais antiga do país, Mourão foi recebido pelo Governador do Estado, Belivaldo Chagas, pelo prefeito da cidade, Marcos Santana e por outras autoridades. Visitar São Cristóvão foi uma indicação do próprio Mourão.

O Prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana, aproveitou a visita do vice-presidente para entregar um relatório com as demandas do município no intuito de receber apoio do Governo Federal. Para o gestor é importante receber autoridades, em especial de Brasília, para conhecer a realidade do Nordeste.

“Me parece que o vice-presidente tem um interesse cultural por cidades históricas, isso é muito bom porque a gente pode ter uma expectativa de que esse interesse dele resulte em direcionamentos de ações e de recursos para uma cidade pobre como a nossa. Fizemos um relatório e entregamos a ele com as obras estruturantes da cidade, com as demandas já protocoladas e em andamento na Caixa Econômica Federal e no BNDES, no intuito de que ele possa nos ajudar no sentido de agilizar nossos pleitos”, diz.

Prefeito Marcos Santana entregando o relatório com as demandas de São Cristóvão (Foto: Heitor Xavier? Prefeitura de São Cristóvão)

O gestor lembra que a Praça São Francisco em São Cristóvão tem o título de Patrimônio Cultural da Humanidade, título que apenas 14 cidades brasileiras, das 5.570, possuem, mas que esses títulos precisam resultar em algo diferenciado para quem mora nas cidades.

“ É fundamental que toda infraestrutura do município esteja pronta para receber os turistas, mas precisa estar pronta para quem mora na cidade. Nenhuma cidade que não seja boa para o morador será boa para o turista. O turista ao vir a praça São Francisco ele passa por áreas degradadas, ruas não pavimentas, ruas que têm disposição de lixo, então tudo isso faz com que o turista questione porque o entorno do monumento histórico é tão triste. Isso não acontece exclusivamente pela neglicencia de gestores, acontece porque administramos uma cidade pobre, com algumas particularidades, muitas deficiências e com um passado de gestões administrativas desastrosas, e isso gerou um passivo enorme para quem administra a cidade”, afirma o prefeito.

Alguns populares marcaram presença na Praça São Francisco a espera do vice-presidente, mas reclamaram da rápida visita. “Ele chegou aqui, não olhou nem para o povo, nem um tchauzinho. Passou quinze muitos no museu e foi embora. Custava nada ser mais humilde”, reclama a artesã Maria de Fátima Goes.

A dona de casa Marleide de Andrade também foi até a praça São Francisco. Ela conta que se tivesse oportunidade de falar com o vice-presidente ia pedir que o Governo Federal investisse mais na geração de emprego no município. “Eu ia pedir para o Governo trazer fábricas para cá para gerar emprego para o povo. Aqui em São Cristóvão não tem emprego, todo mundo tem que ir para Aracaju, que também não está fácil, e aqui está cheio de jovem e não tem emprego para eles. Isso precisa mudar”, diz.

Após visitar o Museu Histórico de Sergipe, Mourão seguiu para a capital sergipana para participar do evento “Os 25 Anos do Plano Real – Estabilidade Econômica Conquistada. E Agora?” em um hotel da Orla de Atalaia. O encontro foi promovido pelo Grupo de Líderes Empresariais de Sergipe (Lide).

Homenagem

A tarde, às 14h30, Mourão receberá a medalha da Ordem de Mérito Parlamentar na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese). A propositura foi do deputado estadual Capitão Samuel (PSC). O parlamentar disse que sua intenção em homenagear o vice-presidente é uma forma de aproximar o governo federal do estado de Sergipe.

“Sergipe é o menor estado da federação, estado pobre, com situações difíceis, sobretudo na área financeira, e nós precisamos de alguma autoridade federal próxima da gente, e, fazendo uma homenagem ao vice-presidente da República, vamos falar dos nossos problemas, vamos pedir a ele para ser um padrinho do povo sergipano, do nosso estado, inclusive, nós deputados estaduais falaremos da questão da BR 101 e da Petrobras. A intenção é criar um relacionamento forte com alguém do governo federal para que ajude o estado que realmente está com pires na mão precisando de ajuda”, afirma o parlamentar.

Capitão Samuel também é autor da propositura que concede ao presidente Jair Bolsonaro o título de cidadão sergipano. A indicação já foi aprovada pelos deputados estaduais e a solenidade deve acontecer no mês de janeiro de 2020, com a vinda do presidente para compromissos relacionados ao gás natural na Barra dos Coqueiros.

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais