Votação da redução da passagem aos domingos é anulada

0
CMA aprova Requerimento anulando votação do PL de redução de passagens de ônibus aos domingos  (Foto: Acrísio Siqueira)

A Câmara Municipal de Aracaju (CMA) aprovou na manhã desta terça-feira, 1º, com 15 votos favoráveis e seis contrários o Requerimento nº 1096/2013, de autoria do vereador Manoel Marcos (DEM) solicitando audiência da Comissão de Finanças  do Legislativo de Aracaju sobre o Projeto de Lei nº 141/2013 de autoria do vereador Anderson de Tuca (PRTB) que dispõe sobre a redução da passagem de ônibus aos domingos em Aracaju.

O Requerimento solicita ainda a anulação das votações do citado PL. “A necessidade que senti desse recurso foi porque como presidente da Comissão de Finanças não fui comunicado e percebi que o projeto não havia passado por esta comissão. Portanto que esse projeto tenha mais clareza e apresente a fonte desse recurso”, justificou Manoel Marcos.

De acordo com Manoel Marcos o PL projeto fala sobre recursos, segundo ele se diminuir o valor da passagem aos domingos essa diminuição tem que sair de algum lugar. “Não vi no projeto nenhuma fonte de recurso para essa diferença na passagem, essa redução tem que sair de algum lugar, portanto não posso de forma alguma como vereador votar em um projeto de redução sem saber a fonte da mesma. Precisamos, portanto que a Comissão de Finanças Tomada de Contas e Orçamento dê o seu parecer para que esse projeto seja mais robusto”, completou.

Para o presidente da CMA, Vinícius Porto (DEM) a não tramitação do PL pela Comissão de Finanças da CMA foi um equívoco e que precisa ser reparado. “O presidente da Comissão de Finanças reconhece que houve um equívoco a não tramitação pela comissão e estamos aqui para corrigir essa falha”, reconheceu Vinícius.

No entendimento do autor do PL, Anderson de Tuca acerca da sua constitucionalidade não tem o que se discutir se não passou pelas comissão de finanças é porque não gera despesas para o município de Aracaju. ”Essa é uma luta que travamos em benefício da sociedade, portanto não sou favorável ao requerimento de anulação porque o plenário é soberano e já votou em terceira discussão faltando apenas a redação final”, disse o vereador.

Fonte: CMA

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais