Voto impresso: veja como votaram os deputados federais por Sergipe

0
Votação da PEC do voto impresso aconteceu na última terça-feira, 10 (Foto: Câmara dos Deputados)

Os deputados federais rejeitaram, na última terça-feira, 10, a PEC do Voto Impresso. Foram 229 votos a favor, 218 contra e uma abstenção. Para ser aprovada a PEC precisava de 308 votos favoráveis, e como não alcançou o quantitativo mínimo, o texto será arquivado.

A votação da última terça-feira é a terceira derrota do voto impresso na Câmara dos Deputados, já que o tema foi rejeitado em duas votações na comissão especial na semana passada.

Sergipe

Dos deputados federais por Sergipe, apenas dois votaram a favor do voto impresso. Bosco Costa (PL), Fábio Henrique (PDT), Gustinho Ribeiro (Solidariedade), João Daniel (PT) e Valdevan Noventa (PL) votaram contra a PEC. Já os deputados Laércio Oliveira (PP) e Fábio Reis (MDB) votaram a favor do voto impresso. O deputado Fábio Mitidieri (PSD) não participou da votação.

Foram 229 votos a favor, 218 contra e uma abstenção (Foto: Câmara dos Deputados)

O deputado Laércio Oliveira lamentou em uma rede social a rejeição da PEC. Na publicação, ele diz que votou sim ao voto auditável, ouvindo os anseios da população. O deputado Fábio Reis também usou uma rede social para dizer que votou sim a PEC, por convicção. Ele disse ainda que confia nas urnas e que o voto impresso seria mais um dispositivo de segurança.

Voto Impresso

A proposta rejeitada, de autoria da deputada Bia Kicis (PSL-DF), estabelecia a impressão de “cédulas físicas conferíveis pelo eleitor” no processo de votação e apuração das eleições, dos plebiscitos e dos referendos, independentemente do meio empregado para o registro do voto. A medida, segundo a autora, é a solução internacionalmente recomendada para que as votações eletrônicas possam ser auditadas de forma independente.

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais