Zé Eduardo diz estar moderadamente confiante na vitória

0
Zé Eduardo: "Estou um pouco tenso" (Foto: Portal Infonet)

O ex-senador Eduardo Dutra (PT) e ex-presidente da Petrobras, afirmou na manhã deste domingo, 25, em entrevista à jornalista Cássia Santana do Portal Infonet, estar “ tenso e moderadamente confiante na vitória da candidata Dilma Rousseff (PT)”.

De acordo com ele, a campanha para a escolha da Presidência da República começou com a tragédia da morte do candidato do PSB, Eduardo Campos. “Depois, a subida da Marina, a queda da Marina, a subida do Aécio, a subida da Dilma na reta final. Estou um pouco tenso como todo mundo. Estamos moderadamente confiantes. Acho que o que tinha que ser feito foi feito”, declara.

Zé Eduardo destacou o nível da campanha. “Apesar de muitos dizerem que foi uma campanha de baixo nível, em alguns momentos foi, mas quando a campanha é mais acirrada, você tende a ter ataques recíprocos e eu não acho que você fazer comparações de Governo, como foi a linha da nossa campanha como principalmente agora no 2º turno, quando o adversário foi Aécio Neves, nós tínhamos que fazer comparação entre os 12 anos do Governo do PT com os oito anos do Governo PSDB”, entende.

E continuou: “Tivemos alguns episódios extracampos, como foi esse caso da matéria criminosa da Revista Veja, reconhecida pelo próprio Tribunal Superior Eleitoral que deu o direito de resposta ao PT no site da Veja. Em última instância, agora tudo que tinha que ser feito foi feito e agora é aguardar a manifestação soberana das urnas”.

Petrobras

Indagado pelo Portal Infonet sobre o escândalo de corrupção na Petrobras, Zé Eduardo Dutra enfatizou: “Lógico que os episódios contra a Petrobras se transformou na principal linha de ataque do candidato Aécio Neves. Claro, que pra nós da Petrobras é profundamente constrangedor ver que um ex-diretor da Petrobras é um criminoso confesso e que está preso”.
O ex-presidente da estatal disse ainda que, o que tem que ficar claro é que não se pode incriminar os funcionários.

“São milhares de trabalhadores que dedicam a sua vida, a sua inteligência, o seu talento na construção da empresa respeitada em todo mundo, pelos maus feitos de uma pessoa E mostra que as instituições brasileiras estão funcionando: a Polícia Federal fazendo o seu trabalho, o Ministério Público fazendo o seu trabalho sem qualquer ingerência do Poder Executivo, o que não acontecia até 2002. E agora o que tem que fazer é aguardar a conclusão das apurações e punir todos aqueles que foram responsáveis por esses desvios”, finaliza.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais