17 médicos morreram vítimas da covid-19 em Sergipe 

0
Desde o início da pandemia, o sindicato registrou a morte de 17 médicos vítimas da covid-19 em Sergipe  (Foto: Divulgação)

Com o agravamento da pandemia em Sergipe, além do número crescente de infectados pela covid-19, o número de pessoas que morreram vítimas da doença, entre elas, profissionais de medicinas, também aumentou. Até o momento, segundo o Sindicato dos Médicos de Sergipe (Sindimed/SE), 17 médicos morreram vítimas de complicações da covid-19 no estado. 

O Sindimed/SE afirma que o momento é de muito pesar por tantas perdas sofridas pela classe médica e pela população sergipana, e afirma que o sentimento é de fragilidade diante do enfrentamento dessa pandemia. 

“O cenário atual é bastante preocupante, pois há grandes dificuldades no enfrentamento dessa pandemia. Faltam profissionais especializados para conduzir UTIs e isso limita muito a abertura de mais leitos. Precisamos de mais vacinas para nossa população. No mundo, onde a vacinação avançou, diminuiu o número de contágios e, por conseguinte, o número de óbitos também diminuiu”, diz a nota. 

O Sindicato entende que é preciso aumentar a testagem da população para identificar os assintomáticos que estão transmitido a doença sem saber que estão infectados. Para o Sindimed, é essencial que a população evite aglomerações, principalmente no transporte público, e mantenha as medidas de combate a pandemia, a exemplo do distanciamento social, uso de máscaras e cuidados com a higiene das mãos.  

Profissionais de saúde vítimas da covid-19

Em Sergipe, segundo o Sindimed/SE, foram vítimas da covid-19, os seguintes médicos: Jocelino Farias Meneses, Mário Ursulino, Gilson Nascimento, Carlos Alberto Santana, Adian Eliel Rosa Maqueira, Evanilson de Lima Santos, Maria da Conceição Ramos, Glória Tereza Lima Barreto, Marlene Carvalho Nascimento, Eugênia Teixeira, Antônio Corrêa Fernandes, Flammarion Luiz Tavares, Walter Marcelo Oliveira de Carvalho, Francisco de Assis Gouveia, Marco Antonio Campos Santana, Sônia Del Vecchio Silva e Reginaldo Oliveira Silva são os nomes dos profissionais de saúde que morreram vítimas da covid-19 desde o dia 15 de julho de 2020 até o dia 3 de maio de 2021.

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais