Alimentação em hospitais públicos ficará restrita a partir de segunda

0
O superintendente do Huse, Dr. Darcy Tavares, explica que as novas regras com a alimentação acontecerá em todos os hospitais da rede (Foto: Arquivo Infonet)

A população sergipana foi surpreendida nesta quarta-feira, 3, com a notícia da suspensão da alimentação dos acompanhantes de pacientes internados nos hospitais públicos do Estado. A nova determinação começa a valer a partir da próxima segunda-feira, 8. Além dos acompanhantes, alguns funcionários também deixarão de se alimentar nas unidades de saúde.

A nova medida segue uma determinação da Secretaria de Estado da Saúde (SES) com base no que preconiza a legislação trabalhista e as regras do Ministério da Saúde. A partir do dia 8 apenas acompanhantes de idosos, menores de 18 anos ou de portadores de algum tipo de necessidade especial terão a alimentação disponibilizada.

O superintendente do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), Dr. Darcy Tavares, explica que o que vai acontecer a partir de segunda é uma organização na oferta de alimentação nos hospitais da rede pública Sergipe. “Não houve suspensão de alimentação. O que há é uma normativa da Secretária de Estado da Saúde pedindo organização e o cumprimento da legislação, ou seja, quem tem direito com base na legislação, tanto funcionário, quanto acompanhante, vai continuar recebendo a alimentação, e os casos excepcionais serão avaliados pelo serviço social”, afirma.

Dr. Darcy conta que atualmente muitas pessoas têm acesso as refeições no Huse, e que isso precisa ser organizado. “Praticamente todo mundo que está no Huse se alimenta lá, tem gente que chega no horário de almoço para ter acesso à refeição, entendemos a questão social, mas é preciso que haja uma regulação, uma organização, e é isso que será feito a partir de agora”, ressalta.

Por Karla Pinheiro

Comentários