Almeida é processado por inaugurar Centro de Nefrologia inacabado

0
Almeida Lima e Jackson Barreto durante a inauguração do Centro de Nefrologia (Foto: Victor Ribeiro/ASN)

O ex-secretário José Almeida Lima, de Estado da Saúde, responderá por ato de improbidade administrativa por promover a inauguração de uma obra inacabada. Conforme o Ministério Público Estadual, no dia 5 de abril deste ano, às vésperas da desincompatibilização do ex-governador Jackson Barreto do cargo de chefe do Poder Executivo para disputar vaga no Senado nas eleições realizadas em outubro, o ex-secretário promoveu uma festa para inaugurar o Centro de Nefrologia e Hemodiálise do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), sem que o imóvel tivesse condições de funcionamento.

O Ministério Público entendeu que esta iniciativa do secretário viola princípios da administração pública e ingressou com ação judicial por ato de improbidade administrativa contra o ex-secretário e também contra o ex-governador Jackson Barreto. Mas, ao analisar o procedimento, o juiz Francisco Alves Júnior, da 6a Vara Cível de Aracaju, não encontrou indícios para incluir o ex-governador e recebeu a denúncia para dar prosseguimento à ação exclusivamente contra Almeida Lima, que agora vira réu para responder por ato de improbidade administrativa, acusado por simular a inauguração do Centro de Nefrologia.

Conforme os temos utilizados pelo Ministério Público Estadual para propor a ação, o Conselho Estadual de Saúde e Comissão Parlamentar de Saúde da Assembleia Legislativa constataram, no dia seguinte à inauguração, que o Centro de Nefrologia estava desmontado. Situação constatada, posteriormente, pelo próprio Ministério Público, conforme destacado no procedimento instaurado para investigar a situação.

O juiz, ao acatar a ação, concedeu prazo de 15 dias para o ex-secretário Almeida Lima contestar as acusações. Procurado pelo Portal Infonet, o ex-secretário Almeida Lima se manifestou com uma nota, relembrando episódios passados quando ele atuou em processos judiciais como advogado e quando fez denúncias no Senado na época em que exerceu mandato, destacando que, mesmo em episódios antigos, as suas denúncias foram comprovadas e que “o tempo” mostrou que ele sempre teve razão.

“Graças a Deus, na minha vida pública nunca existiu um fato contestado e criticado por adversários políticos, inimigos, detratores ou acusadores que viessem prosperar”, destacou, na nota. “Com o passar do tempo, sempre surgem fatos que restabelecem a verdade mostrando que [ele, Almeida] tinha razão ou que estava certo”, destaca Almeida Lima, na nota. E completa: “Quanto às agressões que sofri enquanto secretário da saúde estão anotadas. Os nomes dos agressores também. Aguardem um pouquinho porque vou passar a limpo todas”.

Por Cassia Santana

A matéria foi atualizada às 7h15 do dia 28/11 para acréscimo das informações enviadas pelo ex-secretário.
Comentários