Amparo de Maria: trabalhadores farão greve caso não recebam salários

0
Trabalhadores do Amparo de Maria fizeram protesto (Foto: Sintasa)

Os trabalhadores do Hospital Amparo de Maria, em Estância, entrarão em greve por tempo indeterminado caso não recebem os salários atrasados até o dia 2 de setembro. Indignados com o atraso salarial de três meses, os trabalhadores fizeram uma passeata pelas ruas da cidade e paralisaram as atividades por 24 horas nesta sexta-feira, 30.

“Esta paralisação é para mostrar o descaso da gestão do hospital. Os trabalhadores fizeram essa caminhada como forma de repúdio aos quase 100 dias sem salário. É bom deixar claro que mantivemos os 30% de trabalhadores na unidade como prevê a lei”, afirmou Adaílton dos Santos, diretor do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa).

De acordo com o Sintasa, em maio, a gestão do hospital fez o pagamento de parte do salário dos trabalhadores, mas ainda faltam os pagamentos de junho, julho e ao que tudo indica agosto também ficará pendente. O Sintasa denuncia também que ainda há pendências relativas ao 13º salário e ao auxílio daqueles que estiveram de férias no mês de maio.

A administração do hospital havia explicado na última quinta-feira, 29, que na semana passada foi feito um repasse pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), mas que por um equívoco, o valor foi creditado em uma conta que só pode ser movimentada por alvará judicial. Nesta sexta-feira, 30, a assessoria não comentou a situação e somente destacou que os salários de junho serão depositados integralmente na conta dos trabalhadores até meia-noite de hoje.

A SES informou que está rigorosamente em dia com o Hospital Amparo de Maria (Hram e que a responsabilidade com o pagamento de funcionários e fornecedores é do hospital, sendo compromisso da secretaria somente os repasses financeiros, que ocorrem mensalmente.

Com informações do Sintasa 

Comentários