Análise da Covid-19 por bairro coloca região do Jardins em alerta

0

O geoprocessamento dos dados da Covid-19 por bairros, em Aracaju, traz um alerta para a região do Jardins e Treze de Julho: ela está entre as mais suscetíveis ao contágio do vírus, considerando casos dentro da população e quantidade de domicílios. A análise é do geólogo e professor da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Luiz Alberto Vedana, feita de forma voluntária.

Com base nos números da Covid-19 divulgados pela Prefeitura de Aracaju até o sábado, 9, e no último censo populacional do Instituto Brasileiro de Pesquisas e Estatísticas (IBGE), Vedana produziu três mapas com as análises por bairros entre a quantidade de habitantes e casos da doença; quantidade de domicílios e casos da Covid-19; e percentual de casos. “Eu vi a divulgação dos dados por bairro, mas não um material mais detalhado sobre esses números. O número de casos por si só não diz muita coisa. A Farolândia e o Jabotiana, por exemplo, aparecem com mais casos. Só que a população do Jabotiana não chega nem na metade da população da Farolândia. Minha ideia foi processar esses dados para mostrar a relação de casos por bairro e identificar focos”, explica.

Vedana ressalva, no entanto, que os dados populacionais não são atualizados há 10 anos, lembra que 63 casos da Covid-19 em Aracaju não tiveram bairros identificados e há fatores como número de testagem para o vírus por bairro, que podem interferir no resultado.

Mapa 1 e 2 mostram situação dos bairros (Imagens: Cedidas por Luiz Vedana)

Na análise do mapa 1, Vedana dividiu a quantidade de habitantes do bairro pelo número de casos da Covid-19 daquele mesmo bairro. Os locais que tiveram menores números são os mais suscetíveis ao contágio. Oito bairros aparecem em cor mais escura – registrando maior incidência de casos entre sua população. Para Vedana, a região que inclui os bairros Jardins, Treze de Julho, São José e Luzia é a considerada mais crítica com base na análise. “São bairros vizinhos, com densidade de casos por população alta. Então sabemos que ali é um foco”, pontua.

Mapa 3 mostra percentual por bairro. Jardins lidera com maior incidência

Outro indicador que colocar a região do Jardins em Alerta é o percentual de casos dos bairros. No mapa 3, Vedana dividiu a quantidade de casos pelo número de habitantes do bairro e multiplicou por 100. Jardins é o bairro com mais incidência de casos percentualmente, atingindo intervalo entre 0,6% e 0,8%. Logo em seguida vem o bairro Treze de Julho.

Para Vedana, apesar das ressalvas, esse tipo de análise pode auxiliar os gestores a traçarem estratégias contra a Covid-19 e até alertar a população para o cenário da sua região. “Assim a gente espera que as pessoas evitem sair, ou procurem estabelecimentos fora dessa região de maior perigo, quando for necessário”, analisa o geólogo. Até a última atualização, o bairro Jardins tinha 57 casos confirmados da doença.

Por Ícaro Novaes

Comentários