Caps Jael Patrício retoma atendimentos em seu prédio próprio dia 3

0
Depois de passar por reformas estruturais, o Caps volta com o foco no atendimento à população (Foto: SMS)

A Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), retoma as atividades do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) Jael Patrício de Lima em seu prédio próprio, no bairro Cidade Nova, na próxima segunda-feira, 03 de agosto.

Depois de passar por reformas estruturais, o Caps volta com o foco no atendimento à população da 6° 7° e 8° regiões de saúde, que esteja em sofrimento ou crise psíquica, casos com transtorno mental crônico ou severo, bem como aquele que esteja em situação de vulnerabilidade social associado à necessidade de acompanhamento em saúde mental.

De acordo com a coordenadora do Caps Jael Patrício de Lima, Laís Almeida, é importante salientar que, durante o período que o Caps Jael esteve na retaguarda da covid-19, os usuários já atendidos pelo serviço, bem como as pessoas do território, passaram, temporariamente, a receber atendimento nas instalações do Caps Liberdade.

“Com essa medida, não houve nenhum tipo de desassistência aos usuários. Durante esse período, os acolhimentos, atendimentos individuais multiprofissionais e demais atividades do Caps seguiram sendo realizados normalmente. Apenas as atividades coletivas estão suspensas, por conta das medidas de prevenção e de não aglomeração de pessoas dentro das salas e do serviço”, explica.

Ainda segundo a coordenadora, o Caps Jael funciona 24 horas, pois também tem acolhimento noturno, intensivo e semi-intensivo. “Retomamos na próxima semana com os atendimentos seguindo as orientações de prevenção e distanciamento social, no prédio próprio do Caps, de forma que as pessoas que precisarem já poderão se encaminhar para realizar o acolhimento inicial, atendimento de escuta, atendimento psicológico, psiquiátrico e demais equipe multiprofissional; tudo de forma agendada e respeitando as diretrizes para que não gere aglomeração”, enfatiza.

Sobre os Centros de Atenção Psicossocial

Segundo a coordenadora da Rede de Atenção Psicossocial (Reaps) da SMS, Chenya Coutinho, a Rede conta com seis Centros de Atenção Psicossocial (Caps), 14 Unidades Básicas de Saúde de referência em saúde mental, Projeto de Redução de Danos e urgência mental, que complementam a linha de cuidado em saúde mental no Município de Aracaju

Além do CAPS Jael Patrício, a SMS conta com outros quatro Caps, que funcionam 24 horas e têm acolhimento inicial aberto para pessoas que chegam por meio do encaminhamento ou por demanda espontânea. São elas: para casos de sofrimento psíquico grave ou crises mentais – Caps Liberdade [atendendo parte da 4°, 5°, 6° e parte da 7° regiões de saúde] e Caps David Capistrano [atendendo 1°, 2°, 3° e parte da 4° regiões de saúde]. Há, ainda, o Caps AD III [álcool e drogas] Primavera, na Atalaia; o Caps AD Vida, para o público infanto-juvenil, no bairro Suíssa; ambos atendendo toda população aracajuana de acordo com a faixa etária de cada serviço.

A rede conta, ainda, com o Caps II Infantojuvenil D. Ivone Lara, no bairro Siqueira Campo, que funciona das 8h às 17h, de segunda a sexta, e tem como público alvo crianças e adolescentes com sofrimento psíquico grave. Para as situações que precisam de uma internação ou casos de urgência, há ainda a Urgência Clínica e Mental do Hospital São José, localizado na zona Norte de Aracaju.

Serviço de Apoio Psicológico Remoto

A SMS oferta desde o dia 6 abril, o Serviço de Apoio Psicológico Remoto, que tem servido como canal de atendimento para auxiliar à população aracajuana a lidar com os fatores estressores associados à pandemia de covid-19, como ansiedade e medo, sendo estes os principais motivos relatadas pelas pessoas que tem buscado o atendimento, através do 0800 729 3534 (opção 2).

“Desde sua implantação, o serviço contabiliza já cerca de 2.200 atendimentos. Quanto ao motivo de buscar o serviço, 12% das ligações registram ansiedade relacionada à pandemia, e 8,7% concernente a medo. O atendimento é de segunda a sexta, e aos sábados pelo 0800 729 3534 (na opção 2), sempre das 8h às 20h. Ao ligar, o cidadão tem sua chamada repassada para um dos vinte psicólogos que compõem a Reap, dentre profissionais da SMS e residentes da UFS, reforçando que as ligações são sigilosas e gratuitas”, destaca Chenya Coutinho.

Fonte: SMS

Comentários