Cerca de quatro mil pessoas já se vacinaram contra a gripe em Aracaju

Todas as 45 Unidades Básicas de Saúde estão realizando a vacinação (Foto: Marcelle Cristinne)

Com o início da Campanha de Vacinação contra a Gripe em Aracaju, 4.010 pessoas já receberam o imunizante em dois dias de campanha (Dias 11 e 12 de março). A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Aracaju nesta quarta-feira, 13.

De acordo com a Secretaria, o quantitativo equivale a 2,98% da meta a ser atingida que é um total de 134.546 pessoas dos grupos prioritários a serem vacinados. Os imunizantes estão disponíveis nas 45 UBS’s da capital sergipana, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

Para ser vacinado, basta estar dentro do grupo prioritário e comparecer a unidade próxima à residência, portando documento de identificação, comprovante de residência de que reside em Aracaju, carteira de vacinação e comprovação de registro profissional para os trabalhadores da saúde.

Confira os locais de vacinação com horários estendidos: 

O imunizante está disponível nas 45 UBSs, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. Entre estas, 18 unidades estão com o horário estendido, das 8h até 18h, são elas: Antônio Alves, Augusto Franco, Ministro Costa, Dona Sinhazinha, Ávila Nabuco, Marx de Carvalho, Joaldo Barbosa, Manoel de Souza, Edézio Vieira de Melo, Cândida Alves, Dona Jovem, Francisco Fonseca, José Machado, José Calumby Filho, Onésimo Pinto, Fernando Sampaio, Geraldo Magela e na Hugo Gurgel.

Já nos shoppings Riomar e Jardins a vacinação será ofertada de segunda a sexta-feira, de 11 ao dia 22 de março das 10h às 16h. Especificamente no Aracaju Parque Shopping, entre os dias 11 e 22, a vacinação acontece somente no sábado, 16, das 13h às 18h. A partir do dia 23, a vacinação será ofertada nos três shoppings, somente aos sábados, das 13h às 18h, lembrando que nestes pontos, a vacinação é direcionada somente para as pessoas acima de 5 anos de idade.

Grupos prioritários

Crianças de 6 meses a menores de 6 anos; idosos com 60 anos ou mais; gestantes e puérperas; trabalhadores da saúde; pessoas em situação de rua; pessoas com deficiência permanente (a partir de 12 anos); pessoas com comorbidades (mediante apresentação de relatório médico); professores; Forças Armadas; Forças de Segurança e Salvamento; trabalhadores do transporte público; adolescentes em medidas socioeducativas (menores de 18 anos); população privada de liberdade (18 e mais); funcionário do Sistema de Privação de Liberdade; caminhoneiros.

Por Cleiton Alberto e Aisla Vasconcelos 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais