Cirurgia não tem previsão para conserto da máquina de radioterapia

0
A radioterapia está parada há 18 dias (Foto: Arquivo Infonet)

O Hospital de Cirurgia, localizado em Aracaju, ainda não tem previsão para o conserto da máquina de radioterapia. O problema principal é a dificuldade em encontrar peças. O equipamento, que é necessário ao tratamento de pessoas com câncer, está quebrado desde o dia 10 de agosto.

A demora no conserto da máquina é alvo de críticas de Sheyla Galba, presidente da ONG Mulheres de Peito. “A gente não vê vontade do Hospital de Cirurgia em resolver o problema da radioterapia. No Brasil, existem oito máquinas como essa e todas elas passam por manutenção preventiva, diferente de Aracaju, onde isso não acontece. A gente acredita que é necessário chamar um técnico para avaliar a máquina e ver se ainda há condições de voltar a funcionar”, comenta.

Na visão de Sheyla Galba, a criação do terceiro turno no Huse, no qual são atendidos os pacientes oriundos do Cirurgia, não resolve o problema da radioterapia em Sergipe. “Eles apenas transferiram o problema de lugar. A fila que era no Sigau foi para o Huse. Tem paciente com senha número 125, que precisa fazer quimioterapia e radioterapia conjugadas, mas não tem previsão de tratamento”, lamenta.

O Hospital de Cirurgia, explicou por meio de nota, que a demora no conserto da máquina está ligada às peças, que não são fabricadas de maneira regular, já que o equipamento é da década 70 e tem tecnologia quase superada.

O HC reforçou que para não haver prejuízos aos pacientes, firmou parceria com o Huse, criando o terceiro turno da Radioterapia, e que atualmente, 50 pacientes estão em atendimento e 20 irão passar por consulta para dar início. O hospital disse também que focará forças nos términos da implantação da nova máquina de Radioterapia.

 

por Verlane Estácio

Comentários